05/08/2022

A Patrulha Maria da Penha e a Patrulha Escolar, ambas vinculadas à Secretaria Municipal de Segurança Pública e Trânsito (Sestran), participaram de uma nova etapa do projeto “ Criança preservada”, trabalho voltado à identificação e prevenção do abuso sexual infantil no município.

O ato aconteceu no Anfiteatro Vianninha, contando com uma apresentação teatral do grupo “Viagem à Fantasia”, da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Eventos (Secle). “ Nós da área da segurança repassamos orientações, de maneira simples, para os alunos da Rede Municipal de Ensino. Este é um trabalho importante e que buscar prevenir ou identificar situações de abuso e outras violências contra a criança”, disse a coordenadora da Patrulha Maria da Penha, GMA Denice Amorim.

O PROJETO

Lançado em maio deste ano, data que marcou o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Prefeitura Municipal de Arapongas lançou o projeto “ Criança Preservada”. As ações integradas envolvem as Secretarias de Segurança Pública e Trânsito, Educação, Cultura, Assistência Social, além da Polícia Civil, Polícia Militar, Poder Judiciário, Ministério Público, Conselho Tutelar, Guarda Municipal e o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes – CMDCA. Sendo uma campanha uma permanente, onde o poder público, poder judiciário e entidades, atuam na preservação dos direitos das crianças. De forma lúdica, os trabalhos têm por finalidade prevenir e combater o abuso sexual infantil; através de teatros com bonecos para crianças das Escolas Municipais e contação de histórias para crianças dos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI’s). “ Parte das vítimas não sabem que estavam sofrendo abuso sexual, uma vez que a maior parte dos agressores são da família ou próximos a família e podem ensinar as crianças que estes atos são normais. Temos tido inúmeros registros na nossa cidade, por isso, as ações são urgentes. Vale frisar que, o projeto não visa orientar as crianças sobre sexualidade, mas sim sobre consentimento, orientando-as que ninguém pode tocar no corpo delas e, se ocorrer, deve contar para os pais, professores ou um adulto de confiança”, enfatiza Denice.

As atividades lúdicas já foram feitas com cerca de 3 mil alunos – da Rede Municipal de Ensino. Para agosto, a equipe vai realizar apresentações toda quarta-feira e sexta-feira.

DENÚNCIAS

Em casos de situações de violência contra crianças de adolescentes, denuncie:

190 Polícia Militar – 153 Guarda Municipal (43) 3278-2209 WhatsApp denúncias Delegacia da Mulher/violência sexual infantil (43) 3902 -1159 Conselho Tutelar – Plantão: (43) 9 8806-0832 Disk 100 Disk denúncia do Governo Federal.

Deixe seu comentário