17/09/2021

Um projeto inédito para alunos da rede estadual de ensino, deu a eles a oportunidade de aplicarem suas ideias junto a metodologia do Sebrae, utilizada com empresários e empreendedores.

Durante encontros virtuais, durante os meses de agosto e setembro, o Conexão Jovem teve sete equipes inscritas. “Ao longo do percurso duas desistiram. As restantes trabalharam suas ideias até formatar um modelo de negócio, com o auxilio de consultores e mentores”, explica o presidente da ACIA, Wanderlei Faganello.

O coordenador do Conecta, Tiago Ribeiro, fala que o Conexão Jovem é uma iniciativa do Sebrae. “Fomos procurados para levar este projeto aos alunos da rede estadual. Juntamente com a ACIA, o NRE se mostrou muito interessado em abrir esta possibilidade para os estudantes do ensino médio”, frisa Ribeiro.

Participaram mais de 30 alunos dos Colégios Izidoro Luiz Cerávolo de Apucarana, e Emilio de Menezes de Arapongas. “Só temos a agradecer ao Chefe do Núcleo de Educação e aos diretores e professores destes colégios pelo apoio ao projeto”, reforça Faganello.

A equipe vencedora foi a “Pequenos Jovens, Grandes ideias”. “Ela apresentou um modelo de negócio, que monetiza, através de um aplicativo, e que vai auxiliar na coleta seletiva, fazendo com que a reciclagem retorne em produtos para o usuário”, explica o consultor do Sebrae, Tiago Cunha.

As outras duas equipes finalistas, a RH Power e a RH Corporativo, apresentaram propostas semelhantes. “Por isso, elas empataram, com a ideia de um aplicativo para auxiliar na seleção de pessoas para o mercado de trabalho”, diz Cunha.

O Conecta vai ajudar as três equipes no processo de maturação dos projetos. “As portas do Conecta estão abertas para estas equipes trabalharem seus produtos, tornando-os viáveis para o mercado de trabalho”, fala Tiago Ribeiro.

O presidente da ACIA, Wanderlei Faganello, avalia como um sucesso o Conexão Jovem.

“Vamos repetir em 2022 com certeza. Os alunos membros da equipe vencedora ganharam um Tablet cada e a escola deles um computador”, conclui Faganello.

Deixe seu comentário