03/11/2021

Alunos do Colégio Estadual Heitor Cavalcanti de Alencar Furtado, no Núcleo João Paulo, em Apucarana, realizaram nesta quarta-feira (04/11), uma manifestação em frente ao estabelecimento da rede pública de ensino contra o assédio sexual.

Segundo alguns alunos do Colégio Estadual Heitor Cavalcanti de Alencar Furtado, por volta das 10h30 da última sexta-feira (29/10), uma aluna de 14 anos que estava prestes a adentrar o banheiro feminino do estabelecimento foi surpreendida pela ação de um aluno, que a apalpou.

Segundo os estudantes, a situação foi informada à direção do colégio imediatamente, mas não teria sido tomada nenhuma providência por parte das equipes diretiva e pedagógica do colégio. Os alunos ainda alegam que realizaram o contato com a família da menina para informar sobre a situação ocorrida. Em seguida a diretoria do estabelecimento se posicionou, afirmando de que o ocorrido não se tratava de assédio e mesmo depois da aluna chorar, uma das funcionárias do colégio disse que isso acontecia porque as meninas ficavam no corredor. “Duas mulheres menosprezaram o sofrimento de uma adolescente, que é mais uma vítima de assédio sexual no nosso país. Assédio é grave!Assédio é crime!”, finaliza uma nota divulgada por alunos do Colégio Estadual Heitor Cavalcanti de Alencar Furtado.

Deixe seu comentário