Danielle emocionou com relato nas redes sociais após passar por um transplante de córnea no Paraná — Foto: Danielle Soares/Arquivo Pessoal/Reprodução

09/07/2021

Pela generosidade de uma família, que decidiu aderir à doação de órgãos, a vida da bancária Danielle Nunes Soares, de 24 anos, ganhou mais nitidez, um colorido mais vivo.

Diagnosticada com ceratocone em estágio avançado nos dois olhos aos 17 anos, a moradora de Mauá da Serra, enxergava com dificuldade e via imagens borradas. O ceratocone é uma doença degenerativa da córnea, alterando a estrutura do tecido.

Antes do transplante, Danielle foi a vários médicos e implantou anéis na esperança de que teria uma visão melhor. Mas, não deu certo. Como o tratamento não deu certo, no fim de 2020 ela soube que precisava de transplante de córneas.

Foi inserida na fila de transplante e, em junho deste ano, Danielle recebeu a notícia que tanto aguardava, uma córnea compatível foi doada por uma pessoa que morreu no dia 16. A felicidade de ter passado pelo transplante foi expressada em palavras e publicada em uma rede social. A emoção de Danielle foi compartilhada por milhares de anônimos na internet. Fonte: Luciane Cordeiro, G1 PR — Londrina

Deixe seu comentário