Imagem - Canal 38

21/07/2021

Ontem (20) o vereador Lucas Leugi concedeu entrevista ao Canal 38, na qual falou exatamente sobre isso: que a falta de planejamento e logística mais apropriados por parte da Saúde Pública resulta em interrupções frequentes na vacinação, que podem expor a população de Apucarana a maior risco de contágio pelo Sars Cov 2 de um modo geral.

A falta de imunizante em Apucarana faz com que a “Campanha de Vacinação Domingo a Domingo” contra o Coronavírus lançada pelo secretário estadual da Saúde, Beto Preto, fique pelo 3º dia consecutivo sem que a população seja vacinada contra o Sars Cov 2 (vírus da Covid-19) nesta quarta-feira (21). Interrupções na vacinação em Apucarana não são mais novidade, pois isso vem acontecendo de forma recorrente somente no Complexo Esportivo Lagoão, onde é realizada a imunização no município, diferente de outros municípios que disponibilizam vários locais para vacinação e sem interrupção.

O cronograma de vacinação de pessoas com 35 anos e outras será atualizado só a partir da chegada de novas doses, o que supostamente expõe, em tese, uma possível falta de planejamento. O vereador Lucas Leugi concedeu entrevista ao Canal 38 ontem (20), na qual falou exatamente sobre isso: que a falta de planejamento e logística mais apropriados por parte da Saúde Pública resulta em interrupções na vacinação, que podem expor a população a maior risco de contágio de um modo geral.

“Para uma administração dar certo ela precisa ter planejamento e esta questão que falta vacina que vem do governo federal, do governo estadual, que falta aqui na cidade de Apucarana, para mim é conversa fiada, para mim é falta de planejamento, porque nós precisamos sair da bolha que a gente vive e olhar ao nosso redor. Todas as outras cidades aqui próximas a Apucarana continuam vacinando sua população, mas Apucarana faz uma propaganda danada e de repente falta vacina”, disse Lucas Leugi.

Deixe seu comentário