Horelite da servidora

25/05/2022

O Portal 38 News recebeu denúncias de irregularidades no sorteio de casas no Conjunto Residencial Fariz Gebrim construídas por programa federal em Apucarana. A lista oficial dos sorteados ainda não foi publicada pelo município de Apucarana.

Entre os contemplados, pelo menos uma assessora de superintendência da Secretária de Indústria e Comércio da Prefeitura de Apucarana, com salário de R$ 3.784,16 foi habilitada, e sorteada. Sendo que um dos critérios para participar do sorteio é as famílias com renda bruta de até R$ 1.800,00 mensal.

De acordo com Rosa Maria, disse a reportagem do Canal 38 “Eu fiquei indignada, pois faz anos que estou esperando sair a minha casa. Eu perdi uma vista e elas não me colocaram no grupo de deficientes, estou esperando desde a época que meus filhos eram pequenos, hoje eles já casaram e têm filhos de cinco anos” reclamou.

Outra apucaranense, Gilmara, disse: “Eu achei que foi falcatrua, tem que tirar muitas pessoas que já têm casa, e dar para quem realmente precisa; eu acho que o centro social deveria investigar isso, a gente paga aluguel e quem não precisa, ganha moradia. O que a pessoa vai fazer com duas casas? Tem que mudar isso”, denunciou.

Dentre tantas outras pessoas denunciaram não estar na lista de prioridades, e questionaram o sorteio, veja vídeo:

Segundo a ativista Renata Borges, uma das mulheres trouxe um nome de uma ganhadora a qual no portal da transparência da prefeitura ela é de um cargo comissionado com um salário de R$ 3.784,16 o que foge do perfil do programa com famílias com renda bruta máxima de R$ 1.800,00.

. A mesma está vinculada na Secretaria de Indústria e Comércio. Ela foi homologada, participou e foi sorteada, conforme live da prefeitura.

“No dia do sorteio tentei acompanhar de perto o andamento, pois não vi representação dos movimentos sociais. Fui convidada pelo secretário da prefeitura a me retirar do local e quando disse que não sairia, ele acionou a Guarda Municipal para tentar me retirar, mas enfim fiquei até onde pude aguentar a pressão e o abuso, mas não pude fiscalizar de fato o sorteio. Agora eu sei porque não queriam minha presença”, denunciou.

Ainda de acordo com a ativista, “as irregularidades lembram o concurso da Guarda Municipal de Apucarana. Precisa ser dado um basta nessas irregularidades, desmandos e abusos”, disse Renata Borges.

A reportagem do Portal 38 News estava aguardando a Administração municipal publicar a lista oficial dos contemplados, pois existe somente uma planilha nas redes sociais, mas vamos iniciar a divulgação das denúncias de irregularidades.

Veja holerite da assessora da Prefeitura Municipal de Apucarana.

Deixe seu comentário