10/05/2021

Ela inclusive usou da palavra no plenário da Câmara de Vereadores para abordar a questão.

Recentemente o portal 38 News divulgou matéria dando conta que um vereador de Apucarana é alvo de investigação pelo Ministério Público sobre suposta pedofilia; promotor público Eduardo Cabrini teria encaminhado ofício a Câmara Municipal de Apucarana, mas o Legislativo Municipal nada fez a respeito até o momento.

A ativista e militante Renata Borges, que recentemente assumiu a presidência do diretório municipal do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Apucarana, foi protagonista de um ato popular realizado a partir das 15 horas desta segunda-feira (dia 10 de maio), em frente à Câmara de Vereadores, com a colocação de faixas para intervenções populares no sentido de chamar a atenção para a necessidade de políticas públicas voltadas à proteção das crianças e adolescentes no município. A ativista inclusive usou da palavra no plenário da Câmara de Vereadores para abordar a questão. Renata frisa que a manifestação foi realizada com distanciamento social, uso de máscaras e seguindo todos os protocolos exigidos para evitar a disseminação da Covid-19. Recentemente um vereador de Apucarana começou a ser investigado pela Promotoria Pública por suposto envolvimento em pedofilia.

“Já que estamos no ‘Maio Laranja’, mês de combate a violência contra a criança e o adolescente, precisamos discutir a integralidade, a segurança e medidas protetivas para que nossos adolescentes e crianças tenham direito de exercer a sua cidadania e seu desenvolvimento, sem que se comprometa a sua dignidade humana. Que haja campanha permanente de disk denúncia e campanha de combate a pedofilia, contra o próprio ato sexual, como também o combate ao armazenamento de imagens em celulares, computadores e notebooks, além do combate diário da pedofilia na cidade”, reafirma Renata Borges.

Ele reitera que a realização da manifestação popular visa sensibilizar as autoridades para que haja políticas públicas específicas contra a pedofilia e medidas protetivas efetivas e voltadas para crianças e adolescentes que sofrem abusos.

Vereador na mira
Recentemente o Portal 38 News apurou uma informação dando conta que um vereador vem sendo investigado desde o final do ano passado por suposta pedofilia. Tal vereador inicialmente começou a ser investigado por crimes eleitorais, razão pela qual no dia 07 de novembro, em cumprimento de mandado de busca e apreensão, o vereador acabou sendo preso por posse irregular de arma de fogo e, posteriormente, o seu celular foi apreendido, mediante ordem judicial.

Durante as investigações no celular do político foram encontrados arquivos de vídeos com conteúdo impróprio, com crianças e adolescentes. Alguns mostram atos libidinosos entre um criminoso e crianças. Ainda de acordo com as informações obtidas pela reportagem do Portal 38 News, o promotor público Eduardo Cabrini teria encaminhado um ofício à Câmara Municipal de Apucarana, para eventual instauração de processo de investigação e também para a Promotoria Criminal para apuração do fato.

Deixe seu comentário