15/01/2020

O Corpo de Bombeiros de Apucarana confirmou nesta quarta-feira (15) que a corporação foi acionada duas vezes na tarde de ontem (14) para fazer a captura e remoção de duas cobras venenosas.

Imagem ilustrativa

O primeiro réptil peçonhento (uma jararaca) foi capturado quando estava sobre uma árvore, em imóvel localizado na Rua Luiz Matiuzi, no Jardim América.

A segunda cobra venenosa foi capturada em área no Jardim Catuaí. Após as capturas, as jararacas foram soltas em locais ermos e com muita vegetação, habitat próprio desse tipo de réptil.

Os Bombeiros observam que estação das chuvas pode trazer riscos em relação às serpentes. Nessa época de precipitações (chuvas), a quantidade de cobras se multiplica em áreas urbanas e rurais, devido à maior incidência de seu principal alimento, o rato e, na estação seguinte (primavera) por conta da estação de maior incidência de acasalamento e também de sua reprodução (julho e agosto).

O perigo é tanto que pode causar morte imediata, como no caso da cobra Coral, cuja picada pode levar a uma parada respiratória instantânea. Mas outras serpentes peçonhentas comuns no Paraná, como a cascavel e a jararaca, também podem fazer vítimas fatais. Sem tratamento, o risco de morte após picada de Cascavel chega a 70%, enquanto o índice da Jararaca é 30%.

No Brasil, é registrada uma média de 30 mil acidentes ofídicos por ano, sendo a incidência de picadas de cobras peçonhentas. Animais Peçonhentos: São aqueles que possuem glândulas de veneno que se comunicam com dentes, ou ferrões, ou aguilhões, por onde o veneno passa ativamente, ou seja, possuem um mecanismo qualquer que os permite injetar seu veneno no organismo de outro animal. Bons exemplos são: algumas serpentes que possuem os dentes ocos ligados a glândulas de veneno e estes são usados para inocular veneno (ou peçonha) que algumas vezes podem até matar, ressalta Karlla Patricia, no diário de biologia. 2015

Ação preventiva – Normalmente, as cobras só atacam um ser humano quando se sente ameaçada. Por isso ao avistar uma cobra, não pense duas vezes, desvie do caminho dela, a deixando seguir o caminho dela e você o seu.

Além disso, vale também seguir as dicas abaixo:

Sempre usar equipamento de segurança individual (EPI), como, bota cano longo, luvas de punho alongado e óculos de proteção;

Usar sempre um bastão ou vara longa para manipular objetos ou mato, lixo que possam conter algo escondido por baixo, de modo a manter-se distante em caso de um ataque de cobras;

Manter seu quintal limpo e não acumular lixo, ou resto de materiais de construção ou quaisquer outros tipos;

Não estacionar veículo próximo a mato, lagoa, lugar escuro ou úmido;

Use sempre calçado fechado e calças compridas. Se estiver em um local que é conhecido por ter cobras use botas de cano alto ou perneiras para proteger a parte de baixo das pernas;

Preste muita atenção onde coloca as mãos quando for se apoiar para pegar impulso ou até mesmo na hora do descanso;

Nunca tente capturar a cobra, em época digital, sugerimos filmar a cobra, dando um zoom, aproximando ao máximo, principalmente da cabeça da cobra para que se possa identificá-la, em caso de picada.

Compartilhe:

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário