18/09/2019

A honraria, proposta pela vereadora Márcia de Sousa, foi entregue em solenidade realizada na noite de ontem na Casa da Amizade.

Foto: Assessoria de Imprensa / Câmara Municipal de Apucarana

Representando o Instituto do Cego de Apucarana, os funcionários, colaboradores e principalmente os 25 deficientes visuais, que hoje são assistidos pela instituição, o presidente José Carlos Santos, o Carlinhos, recebeu na noite de ontem (terça-feira 17/09), o Diploma Prêmio de Eficiência, oferecido pela Câmara Municipal.

A honraria proposta pela vereadora Márcia Regina da Silva de Sousa e, aprovada por unanimidade dos vereadores, é outorgada a pessoas ou organizações que, reconhecidamente, prestam relevantes serviços no sentido de ajudar as pessoas com deficiência.

Presidida pelo vereador Luciano Molina, a Sessão Solene foi realizada na Casa da Amizade. “Parabenizamos a vereadora pelo Diploma e todos os vereadores que votaram para a entrega desse Diploma. O Instituto do Cego, através de suas ações, fortalece a caminhada de todos que são atendidos no local”, disse o presidente Molina. “Este prêmio também é dedicado a todos os profissionais, voluntários, parceiros, aprendizes e familiares que fazem o trabalho do Instituto ser possível, em Apucarana. Agradecemos por terem aceito a nossa homenagem”, completou Molina.

Autora da honraria, a vereadora Márcia de Sousa, destacou que o Prêmio Eficiência pode ser oferecido, pelo legislativo, anualmente, para uma instituição que trabalha garantindo o direito da pessoa com deficiência. “Ano passado oferecemos o Prêmio para a Adefiap e esse ano para o Instituto do Cego, entendendo que é uma instituição que realiza uma atividade em Apucarana, que não recebe nenhum tipo de recurso municipal, mas que desenvolve uma atividade muito importante que é a inclusão das pessoas com deficiência. E, nós, temos que reconhecer essas instituições porque elas fazem um trabalho que o poder público não teria condições de fazer”, alegou a vereadora.

Segundo ela, o Instituto prepara as pessoas, também, para o mercado de trabalho, capacitando-as. “Alguns já cursaram até faculdade, como é o caso do Carlinhos, presidente do Instituto, que é fisioterapeuta. Cursou e se formou. Ele teve a oportunidade e é exemplo para todos nós de perseverança, de esperança, de fé. E, nada mais importante que este reconhecimento à Instituição, que realiza um trabalho de excelência”, afirmou.

O presidente do Instituto do Cego, Carlinhos, agradeceu a honraria e explicou que quando começou a participar das atividades do Instituto, ainda tinha visão. “Algum tempo depois perdi a visão. Comecei a estudar braile e junto com os alunos, professores, colaboradores, fomos crescendo. Fiz faculdade, me formei em fisioterapia. Estudei para crescer na vida. Todos nós passamos por dificuldades e temos que aprender a superar. Esse prêmio oferecido pela vereadora Márcia e pela Câmara de Apucarana, é para nós “eficientes” do Instituto de Cego, que temos vontade e temos coragem de lutar e vencer na vida”, destacou Carlinhos.

O prefeito Junior da Femac destacou a grandiosidade e o trabalho realizado pelo Instituto do Cego. “É um trabalho constante, que não para, voltado a inclusão das pessoas, para que todos sejam cidadãos e cidadãs na sua plenitude. Ficamos felizes em ver que, uma causa nobre, junta e move pessoas tão cheias de vida e amor pelo próximo, amor pela cidade. É o princípio cristão sendo colocado em prática a todo momento”, disse o prefeito. Ele ressaltou que a iniciativa da vereadora Márcia de Sousa marca a cidade, nos seus 75 anos. “É um momento histórico para a cidade, coroando todo trabalho realizado. Apucarana só tem a ganhar com o Instituto do Cego”.

HISTÓRICO

Detalhado pelo diretor geral do Instituto do Cego, José Sebastião Saconatto, o Instituto foi fundado no dia 2 de janeiro de 1985, pelo Professor José Brasil Camargo, Dr. Fahed Daher, Dr. Clidenor José dos Santos Moraes, José Domingos Scarpellini e Ana Lúcia Camargo Mendes

“Atendemos atualmente 25 deficientes visuais que recebem aula de braile, alimentação, aula de psicologia, educação física, canto, música e educação especial, proporcionada por entidades e colaboradores voluntários. Além das aulas citadas, o Instituto auxilia, buscando recursos e visando o apoio educacional aos deficientes visuais”, relatou.

As antigas instalações funcionaram por 12 anos na rua Nagib Daher, e a atual sede do Instituto foi viabilizada graças a ações voluntárias, bazares, e por mercadorias doadas pela Receita Federal e empresas privadas tais como Rotarys de Apucarana, além do apoio da comunidade e da Prefeitura Municipal. “As novas instalações proporcionam aos assistidos, o seu lugar na sociedade e desenvolvendo trabalhos que traz a dignidade a todos. Funcionamos em regime e horário integral, sendo a única no gênero na região e atendendo municípios vizinhos”.

Saconatto reforçou que o Instituto combate todo tipo de discriminação advinda do seu estado de deficiência visual, visando o bem-estar pessoal e social. “Oferecemos ainda, aos assistidos, Orientação e Mobilidade, Treinamento para locomoção através do uso da bengala, AVA – Atividade da Vida Autônoma, Soroban – ábaco utilizado para cálculos matemáticos, Apoio Escolar, Alfabetização – Ensino Fundamental, Médio e Superior – Adaptação do material Braille, Áudio e Ampliação, Biblioteca Escrita e Falada, Musicalidade, Teclado e Academia”.

Sendo assim, o Instituto é uma instituição sem fins lucrativos, autodeclarada de utilidade pública pela Lei Municipal nº 013/99 de 14 de abril de 1999, e tem como mantenedora a Prefeitura Municipal de Apucarana e conta também com a colaboração financeira de empresas e da comunidade. “Esse prêmio vem coroar o trabalho de 34 anos, desenvolvido pelo Instituto. Vem reconhecer, pela sociedade de Apucarana, por uma instituição que não visa lucros, mas sim, vida trazer para dentro da comunidade as pessoas assistidas”, finalizou Saconatto.

PRESIDENTES

Presidiram o Instituto do Cego: José Brasil Camargo – Fundador do Instituto de 1985 a 1993; Francisco Soares Dias Sobrinho – seo Chiquinho de 1995 a 2015 e de 2015 até hoje, José Carlos Santos, Carlinhos.

Campartilhe.

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário