13/10/2021

Audiência ‘pública’ secreta para prestação de contas revela que dívida do município de Apucarana passou de menos de R$ 200 milhões em 2019 para R$ 800 milhões em 2021.

No final do mês passado (29) a prefeitura de Apucarana realizou uma audiência pública secreta no plenário Câmara de Vereadores para prestação contas da gestão fiscal do 2º quadrimetre e causou estranheza o fato de nenhuma entidade representativa da cidade do município estar presente no evento, que é de suma importância para que a população saiba onde o dinheiro público é aplicado, qual é a dívida do município e outras informações de interesse geral.

Durante a audiência pública secreta estavam presentes apenas servidores públicos. As explanações foram protagonizadas pela secretária municipal da Fazenda de Apucarana, Sueli Pereira, e veio a público através do vereador Lucas Leugi que Apucarana se endividou a exponencialmente de 2019 a 2021. “A secretaria de Fazenda simplesmente falou genericamente sobre o que eu realmente estava perguntando, porque o prefeito faz um oba-oba, uma propaganda de pagamento de dívida que na realidade não é tudo que ela fala. Exponencialmente Apucarana se endividou de 2019 a 2021. Lá atrás, quando existia uma CPI da dívida, Apucarana devia menos de R$ 200 milhões para o Tesouro Nacional. Pasmem apucaranenses, pois hoje a dívida passa de R$ 800 milhões, como aumento exponencial de 2019 a 2021. Isso eles não contam, mas eu estou aqui para contar. A transparência que eles colocam fica diferente da fala com o que realmente acontece”, disse Lucas Leugi.

Lucas Leugi reiterou que sequer os vereadores de oposição e a imprensa teriam sido convidados para participar da audiência pública “secreta” da gestão fiscal do 2º quadrimestre. “Eu não sei quem foi o louco que inventou isso. De ter uma audiência pública, que na verdade é secreta, sem ter uma entidade representativa da cidade de Apucarana, em se tratando de dinheiro do bolso do contribuinte que seria investido e teria despesas aqui no município de Apucarana. Eu não sei da cabeça de quem surgiu essa loucura de ter aqui somente funcionários públicos numa hora dessa, em que o contribuinte, o pagador de impostos não pode acompanhar. A imprensa não ficou sabendo; se não fosse por mim o Canal 38 não estaria aqui; os vereadores de oposição não ficaram sabendo, não existiu um comunicado. Então eu gostaria de deixar claro que isso daqui é uma audiência secreta, ela não é pública, e por fim, por uma infelicidade não sei de quem, sem qualquer transparência e respeito à população de Apucarana, reiterou o vereador Lucas Leugi.

Deixe seu comentário