09/08/2019

A reunião foi presidida pelo Advogado Petrônio Cardoso, em desacordo com o que determina o estatuto do sindicato, e não acatou ainda o resultado da votação para liberação do sindicalista. A reunião ocorreu na tarde desta quinta-feira (08), na sede do Sindspa em Apucarana.

O presidente André Joaquina realizou, na tarde desta quinta-feira (08), por volta das 14h30, na sede do SINDSPA, uma reunião de diretoria, depois de 43 dias desde a anterior. A reunião tinha por objetivo decidir um possível impasse entre o presidente, André Joaquina e o secretário de finanças, Hermes Machado, quanto às providências para efetivar de fato o tesoureiro no cargo, em cumprimento à sentença judicial, que ainda não ocorreu na prática.

O advogado Petrônio Cardoso presidiu a reunião, que contou com a presença de toda a diretoria e associados e apontou as dificuldades para que a ata que efetivou o tesoureiro ao cargo fosse registrada, dado em vista o impedimento para o acesso do SINDSPA a saques bancários, devido à solicitação de Hermes para que a secretária geral não assinasse mais pela conta.

Hermes explicou que conforme o último balancete o sindicato tinha quase quinze mil reais de dinheiro em caixa e que no dia em que a sentença de reintegração de Hermes foi expedida, 14/06/2019 o presidente efetuou um saque de 4 mil reais na conta bancária do SINDSPA e, 12 dias depois a ata que marca o retorno de Hermes não pode ser registrada alegado falta de dinheiro.

Questionado sobre o fato de Hermes não estar liberado para trabalhar apenas no sindicato, a diretoria decidiu em votação para que Hermes fosse novamente liberado, mas apesar de o tesoureiro ter recebido 3 votos favoráveis para a sua liberação e dois contrários, com duas abstenções, Petrônio, na condição de advogado do SINDSPA, declarou que Hermes teria o pedido negado por não obter a maioria dos sete votos dentre os membros da diretoria, causando revolta nos presentes, pois teve a votação foi válida.

Veja entrevista Hermes antes da reunião nesta quinta-feira (08).

Segundo Hermes Machado, ele questiona a legalidade do advogado Petrônio Cardoso, coordenar uma reunião no Sindspa, conforme foi registrado na íntegra pelo Portal de Notícias do Canal 38.

“Acho conveniente questionar sobre quem de fato é responsável pelo SINDSPA. Não é aceito de maneira alguma que o advogado Petrônio Cardoso, coordenasse essa reunião de Diretoria. Ele não só coordenou como também encaminhou votação, isso é absolutamente ilegal. O advogado dentro da entidade só orienta, quem pode presidir reuniões de diretoria”, alertou Hermes.

Hermes protocolou ao fim da reunião pedido de afastamento de André Joaquina e mais quatro dirigentes pelos seguidos descumprimentos de estatuto e pediu manifestação da diretoria em cinco dias, caso contrário será solicitada uma assembleia para que os associados possam analisar as irregularidades existentes e possam decidir os rumos do SINDSPA.

Veja a entrevista do presidente André Joaquina, respondendo sobre os questionamentos sobre as supostas irregularidades existentes no sindicato:

]

Campartilhe.

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário