13/01/2020

Corpo de rapaz atropelado em Apucarana por veículo conduzido por motorista bêbado vai ser sepultado às 10 horas. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista do veículo atropelador foi preso por embriaguez ao volante após tentar fugir e ser contido por populares.

A Autarquia de Serviços Funerários de Apucarana (Aserfa) confirmou que o corpo de Alex José da Silva, de 26 anos, que morreu na madrugada de domingo (12), no Hospital da Providência, após ser atropelado na noite de sábado (11) em via pública no Residencial Sumatra, em Apucarana, vai ser sepultado às 10 horas desta segunda-feira (13), no Cemitério Cristo Rei. O corpo é velado na residência da família, na Rua Albino Ganassin no Jardim Aeroporto. Segundo a Polícia Militar (PM), o motorista do veículo atropelador foi preso por embriaguez ao volante após tentar fugir e ser contido por populares.

O motorista de 58 anos do GM Kadett de cor branca, foi preso por volta das 20h30 deste sábado (11), após atropelar duas pessoas na Rua Magno Cavalcanti, no Residencial Sumatra em Apucarana. Ele tentou fugir, mas testemunhas do acidente conseguiram segurar o suspeito. A PM foi chamada para atender a ocorrência, onde uma mulher e um homem, ambos de 26 anos foram atingidos pelo carro.

Segundo os Bombeiros, a mulher sofreu ferimentos leves, já o homem identificado como Alex José da Silva, ficou gravemente ferido, foi levado ao Hospital da Providência, porém não resistiu e entrou em óbito durante a madrugada de domingo (12).

O motorista do carro tentou fugir mas foi contido por testemunhas. Ele também sofreu um corte no supercílio esquerdo e quase foi linchado por populares. O condutor foi levado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e após ser medicado, foi preso. De acordo com a PM, o motorista apresentava sinais de embriaguez, como forte odor etílico, dificuldade em se equilibrar sozinho e vermelhidão nos olhos.

Primeira morte e embriaguez ao volante – Essa foi a primeira morte registrada neste ano em decorrência de acidente de trânsito no perímetro urbano de Apucarana. Durante o ano de 2019 foram registrados no perímetro urbano de Apucarana mais de 800 acidentes, com 10 mortos e mais de 500 pessoas feridas, além de mais de 30 atropelamentos. Segundo levantamento a PM, cerca de 30% do número total de acidentes ocorridos em Apucarana no ano de 2019 foram provocados por motoristas embriagados.

De acordo com a PM, só neste final de semana, seis motoristas foram detidos em Apucarana por embriaguez ao volante, a maioria deles após acidentes de trânsito. O condutor de veículo que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido no momento do teste do bafômetro será preso, pagará multa no valor de R$ 2.934,70 e terá a CNH suspensa, além de responder por crime.

Compartilhe:

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário