Foto: Reprodução Câmera de Segurança

06/05/2022

Mais de 20 tiros atingiram o rapaz, que deixa uma filha de 2 anos.

O corretor de imóveis Henrique Romeiro, de 31 anos, assassinado a tiros em Maringá, foi morto por engano. É o que indicam informações levantadas e divulgadas pelo delegado Diego Almeida, da Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa de Maringá (DHPP), nesta sexta-feira, 6. O alvo seria o dono do imóvel onde ocorreu o crime no Jardim Dias, no dia anterior.

“O que temos é que o alvo não é realmente a pessoa que acabou sendo assassinada, as informações que estamos levantando é que o alvo era o proprietário da residência onde acabou acontecendo o crime. Esse sujeito é um conhecido da polícia, suspeito de vários envolvimentos com estelionatos, com compra e venda de imóveis fraudulentos”, afirmou o delegado. “Estamos investigando […] mas não descartamos nenhuma outra possibilidade”, completou o delegado.

As imagens, que são chocantes, já estão em posse dos investigadores da DHPP e estão auxiliando no trabalho policial. No vídeo, é possível ver o momento em que Henrique conversava com dois amigos, em frente a casa de um deles, quando os bandidos chegam e abrem fogo contra a vítima.

Um dos amigos de Henrique ainda leva um tiro de raspão ao sair correndo. No flagrante, é possível notar que os atiradores usaram um veículo Gol – G5 para cometer o crime e na sequencia fugir, além de duas pistolas. Até o momento ninguém foi preso.

Henrique estava na companhia de duas pessoas. Ele foi surpreendido por dois atiradores encapuzados, quando deixava a casa de um amigo para ir almoçar. Dois homens desceram de um VW Gol modelo G5 de cor escura, renderam Henrique e abriram fogo contra ele. Um amigo de Henrique, que estava no local foi atingido de raspão. Socorristas do Samu foram acionados e constataram o óbito da vítima. Fonte: Ricardo Freitas e Letícia Tristão/gmconline.

Veja o vídeo do momento do crime.

Deixe seu comentário