21/09/2020

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) deflagrou, nesta segunda-feira (21) pela manhã, a terceira fase da operação “Proteção Integral”, contra pornografia infantojuvenil na internet.

No total, foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão em 16 municípios do Paraná e 151 policiais participam da ação. Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido em Apucarana, onde um suspeito casado, de 47 anos, acabou preso no Conjunto Marcos Freire e encaminhado à 17ª SDP. Com ele foi localizado um farto material e o homem confessou que tinha ‘curiosidade’ em ver as cenas de pornografia infantil. Na região outros dois mandados foram cumpridos em Arapongas e outro em Godoy Moreira. Em Apucarana a ação foi comandada pela delegada Sandra Nepomuceno, titular da Delegacia da Mulher.

Ela concedeu entrevista ao repórter e apresentador Paulo Farias, do Programa Patrulha da Cidade, que vai ao ar no Canal 38 a partir das 19 horas. A operação é resultado de um trabalho de inteligência realizado por agentes especializados do Núcleo de Combate aos Cibercrimes (NUCIBER) da Polícia Civil do Paraná. Durante as buscas, foram apreendidos computadores, notebooks, pendrives, HDs e outros dispositivos que possam ter armazenamento de fotos ou vídeos de crianças e adolescentes em situação sexual.

“É uma operação que está sendo feita simultaneamente em todo Estado de combate a pornografia infanto juvenil, de combate aos pedófilos; há algumas semanas os pedidos de mandados judiciais de busca e apreensão foram feitos com base em investigação do NUCIBER, que é a delegacia especializada em crime cibernético sediada em Curitiba, apontando aí os alvos em diversas cidades, onde estariam armazenando e compartilhando vídeos pornográficos contendo cenas de crianças e adolescentes”, explicou a delegada.

A doutora Sandra Nepomuceno informou mais detalhes sobre o mandado judicial de busca e apreensão cumprido em Apucarana, que resultou na prisão em flagrante de um homem de 47 anos, casado e residente no Núcleo Habitacional Marcos Freire.

“Nós tivemos um alvo específico em Apucarana no bairro Marcos Freire e chegando no local ele ficou bastante surpreso porque não esperava que alguém pudesse ter acesso ao que ele baixava no computador e no local nós prendemos o homem em flagrante. Ao abrir o computador do mesmo tinha ali diversos vídeos contendo cenas de pornografia e sexo infantil, com crianças de dois anos nas imagens, uma coisa bastante pesada, repugnante. O detido presta serviço como autônomo e tem 47 anos; não tem perfil como todo mundo espera de um estuprador ou coisas do gênero; é uma pessoa que não tem passagem pela Polícia e faz 6 ou 7 meses que o mesmo pesquisa esse tipo de coisa no computador e tem uma curiosidade bastante aguçada por ver pornografia infantil, que demonstra aí um desvio de comportamento. Temos outro alvo na região de São João do Ivaí. Aqui em Apucarana aprendemos computador, pendrive e mídias para serem periciadas e para o detido pode ser arbitrada fiança e nós vamos analisar a situação”, completou a titular da Delegacia da Mulher.

Deixe seu comentário