03/05/2021

“Investigadores da 17ª SDP receberam informações de que teria um indivíduo que estava no Supermercado Muffato e que teria acabado de aprovar um crédito no valor de R$ 24 mil; este estaria lá escolhendo os bens que iria levar.

Contudo, houve uma certa desconfiança por parte do pessoal do Muffato, que entrou em contato com os investigadores da Polícia Civil de Apucarana. Imediatamente os investigadores conseguiram levantar quem seria a pessoa que foi dado o nome para aprovar esse crediário; inclusive conseguiram levantar fotografia da pessoa cujos dados foram utilizados e foram até o Supermercado Muffato. Chegando no supermercado os policiais civis abordaram o indivíduo que estaria realizando compras com o crédito de R$ 24 mil aprovado e já viram que não se tratava da mesma pessoa.

Os investigadores indagaram qual seria o nome dele e ele ainda tentou enganar a equipe, tentando se passar por uma pessoa de nome Tiago, que é o nome da pessoa que ele usou os dados. A equipe então mostrou a foto do verdadeiro Tiago e o indivíduo acabou reconhecendo que a ‘casa caiu’ e falou para a equipe que estaria ali para praticar um golpe porque precisava fazer dinheiro rápido”, relatou o doutor Marcus Felipe.

Deixe seu comentário