22/01/2021

O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, doutor Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, concedeu entrevista nesta sexta-feira (22) na qual falou sobre o cumprimento de um mandado de prisão na região expedido pela Comarca de Curitiba, em desfavor de Juliano Ferreira da Silva, de 25 anos, acusado de envolvimento em um duplo homicídio na Capital do Estado.

A Polícia Civil confirmou que Juliano é investigado por participar de um duplo assassinato em Curitiba e considerado de altíssima periculosidade.

As investigações sobre o caso foram iniciadas pela delegada Tatiana, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) de Curitiba. E na quinta-feira (21), os investigadores Roberto e Pará da 17ª Subdivisão Policial (SDP) de Apucarana, por determinação do delegado doutor Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, cumpriram mandado de prisão e prenderam Juliano Ferreira da Silva, o homicida de alta periculosidade, que estava escondido em uma propriedade rural na Estrada da Taquarinha, no município de Califórnia. Ele foi encaminhado inicialmente ao minipresídio de Apucarana.

“A delegada Tatiana, do DHPP de Curitiba, manteve contato conosco e encaminhou mandado de prisão em desfavor desse indivíduo e policiais civis da 17ª SDP foram até a cidade de Califórnia, obtiveram informações junto com a Polícia Militar local e conseguiram encontrar o acusado de duplo homicídio em Curitiba, que teve mandado de prisão expedido pela Comarca da Capital do Estado. O caso corre sob sigilo e nós demos apoio operacional para efetuar o cumprimento desse mandado de prisão”, afirmou o delegado Marcus Felipe da Rocha Rodrigues.

Deixe seu comentário