Foto: Ed. Ferreira - Patrulha da Cidade - Canal 38

07/06/2021

O delegado-chefe da 17ª Subdivisão Policial (SDP), doutor Marcus Felipe da Rocha Rodrigues, concedeu entrevista nesta segunda-feira (7) para falar sobre a recuperação de um automóvel na cidade de Maringá por policiais civis de Apucarana.

O veículo Ford Ecosport branco era produto de estelionato praticado aqui em Apucarana. Uma mulher vendeu o veículo para um golpista por R$ 48 mil após transação que teve início na internet, mas nunca recebeu o dinheiro. E o golpista o revendeu para um estacionamento em Maringá por R$ 40 mil. O dono do estacionamento foi ouvido e liberado, porque estelionato não gera alerta de crime e ele não tinha como saber que automóvel era produto de golpe. Agora, após ser recuperado pelos policiais civis da Furtos e Roubos da 17ª SDP, o veículo vai ser devolvido à dona após passar por perícia no Instituto de Criminalística de Apucarana. As investigações prosseguem e o estelionatário é suspeito de ter aplicado outros golpes em Apucarana e região.

“Exatamente, os investigadores do Setor de Furtos e Roubos da 17ª SDP tomaram conhecimento de um crime de estelionato praticado aqui na cidade de Apucarana, onde a vítima teria anunciado a venda do seu veículo Ford Ecosport no site OLX e o estelionatário entrou em contato com ela pedindo para ver o veículo, foi até a casa dela, marcaram para ver o veículo lá no local. Aí o estelionatário falou que se ele gostasse do veículo o pai dele efetuaria o pagamento do mesmo e aí uma terceira pessoa, que a gente acredita não ser o pai do estelionatário, entrou em contato com o vendedor e com a vítima confirmando que ia adquirir o veículo e que poderia inclusive já fazer o recibo que faria a transferência do dinheiro pelo banco. A vítima ainda aguardou o comprovante da transferência do dinheiro vir, foi até o cartório, assinou o recibo de compra e venda do veículo, entregou o veículo para o estelionatário, só que o recibo era falso e o dinheiro não caiu na conta dela.

Ela então compareceu na Delegacia de Apucarana para registrar boletim de ocorrência relativo ao estelionato, detalhando que vendeu o veículo por R$ 48 mil para o golpista. Os investigadores receberam informação de que o veículo estaria em um estacionamento, numa agência, em Maringá. A equipe da Furtos e Roubos então foi diligenciar e comprovar a veracidade das informações e de fato constatamos que o veículo estava lá no estacionamento. Fizemos a busca e apreensão e trouxemos o Ecosport para a Delegacia de Apucarana.

No local, a pessoa que estava com o esse veículo para venda no estacionamento em Maringá afirmou que teria negociado com o estelionatário por R$ 40 mil sem saber que esse carro era objeto do crime de estelionato, já que esse tipo de crime não gera alerta no sistema. Ele veio para a Delegacia, foi ouvido e liberado. Em seguida fizemos uma busca nos nossos sistemas de registro e apuramos que o estelionatário já tem quatro inquéritos e com o nosso é o quinto inquérito instaurado em diversas cidades do Paraná contra o mesmo golpista. Já confrontamos imagens dele e as investigações prosseguem para que o autor desse estelionato seja localizado e responsabilizado penalmente. Acreditamos que ele possa ter dado outros golpes em Apucarana e região. Agora, após a perícia no Instituto de Criminalística de Apucarana, o Ford Ecosport vai ser devolvido à dona”, disse o doutor Marcus.

Deixe seu comentário