01/02/2021

A situação de violência e impiedade ao qual foi submetido um menino de 11 anos pela própria família em Campinas (SP) e que se tornou de conhecimento público no final de semana chocou a população brasileira.

O deputado delegado Jacovós se manifestou nesta segunda-feira (1º/02) de forma muito contundente sobre o caso. Um casal e uma jovem de 22 anos foram presos por manter a criança de 11 anos acorrentada e sob maus-tratos, no Jardim Itatiaia. Segundo a Polícia Militar, o menino de 11 anos foi encontrado em local com grande grande quantidade de fezes e um forte odor de urina. Segundo a PM, os responsáveis pelo menino têm a guarda oficial do menor, que chegou a ficar vários dias sem alimentação e até a comer cascas de banana e fezes. Ele foi resgatado desidratado e desnutrido, pesando cerca de 25kg, após denúncias feitas por vizinhos.

“O autor dessa selvageria, dessa monstruosidade, não pode ser chamado nem de pai nem padrasto; essa família é de monstros, tem parte com o demônio, com o capeta. Se eu estou numa situação dessas eu largo de ser profissional e eles já começariam a apanhar ali na casa mesmo, que está toda limpinha, cheia de frutas e o menino lá, naquelas condições, comendo fezes. Isso tinha que cancelar o CPF mesmo, não tem o que falar. Tinha que pegar 30 anos de Cadeia no mínimo, pois é uma situação nojenta e revoltante”, disse o deputado delegado Jacovós

Deixe seu comentário