16/09/2020

De acordo com o parlamentar, o diretório municipal do PL em Maringá é comandado pelo deputado Nishimori de “forma ditatorial, com um jogo de cartas marcadas para indicar sua esposa como candidata a prefeita do município”.

O Deputado Estadual delegado Jacovós (PL), eleito em 2018 com 61.310 votos (26.616 dos quais em Apucarana) fez uma live em sua página no Facebook nesta semana durante a qual falou sobre um grave problema ocorrido em Maringá no último final de semana referente ao abastecimento de água no município em razão do rompimento de uma adutora. O parlamentar criticou a direção local da Sanepar por conta da demora de 72 horas para consertar a adutora, deixando 40 bairros sem água durante um longo período. Durante a live Jacovós anunciou também que retirou a sua pré-candidatura a prefeito de Maringá pelo Partido Liberal (PL), ao qual é filiado, porque considera que a convenção da sigla no município seria ditatorial e faz um jogo de “cartas marcadas”, sob a “batuta” do deputado federal Nishimori, a quem classificou de “ditador” e “protagonista de negociatas políticas”.

“Fiz um pedido ao diretório nacional do PL de intervenção no diretório municipal do partido em Maringá argumentando que o Nishimori montou um diretório só com parentes e assessores, em clara situação de nepotismo, para que a mulher dele fosse indicada pelo PL como candidata a prefeita de Maringá, em um jogo de cartas marcadas e de caráter ditatorial e eu não sou uma pessoa manipulável. Quero deixar bem claro que tenho um cunhado nipônico e um grande respeito e apreço pela colônia nipônica, mas o deputado Nishimori para mim não representa a colônia nipônica e muito menos o povo maringaense. Ele fez negociata política com o PL em Apucarana e vou fazer uma pergunta: o que o deputado Nishimori trouxe até

Vou Explicar porque não irei participar da Convenção PL à prefeitura de Maringá: não aceito ditadores comandando partidos!!

Posted by Deputado Delegado Jacovós on Tuesday, September 15, 2020

hoje para Maringá?”, alfinetou Jacovós em sua indagação. Veja a live do deputado delegado Jacovós na íntegra.

Deixe seu comentário