Foto: Divulgação

25/05/2022

Órgão em Apucarana foi implantado graças a requerimento do deputado delegado Jacovós e se destacou no Congresso Nacional de Criminalística, que ocorreu na semana passada na cidade de Campinas (SP).

Polícia Científica de Apucarana se destacou no Congresso Nacional de Criminalística que ocorreu na semana passada em Campinas (SP), onde dois peritos apresentaram trabalhos que foram premiados em nível nacional – Foto: Divulgação

O deputado delegado Jacovós (PL) adiantou ao Canal 38 que vai propor na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) a concessão de moção de aplauso ao Instituto de Criminalística de Apucarana, pelos relevantes serviços prestados à comunidade e que se destacou recentemente em evento realizado em Campinas (SP), onde dois peritos do órgão apresentaram trabalhos que foram premiados. É importante ressaltar que foi o deputado delegado Jacovós que requereu implantação do Instituto de Criminalística em Apucarana.

“É com muita satisfação que informo aos prezados colegas, autoridades de Apucarana e região, que a Polícia Científica de Apucarana se destacou no Congresso Nacional de Criminalística que ocorreu na semana passada na cidade de Campinas (SP), onde dois dos nossos peritos apresentaram trabalhos que foram premiados em nível nacional.

Prêmios recebidos:

1° Lugar na trilha “Local de Crime” para o trabalho da perita Gisele Aparecida do Couto com o tema:
“Procedimentos periciais realizados em locais de homicídios perpetrados com o uso de armas de fogo no território brasileiro”

2° e 3° lugares na trilha “Perícias Ambientais” para os trabalhos do perito Luiz Henrique Rotta com os temas: “Imagens orbitais Planetscope na detecção de desmatamento em área de loteamento irregular em região litorânea paranaense” e “Uso de imagens de satélite na detecção de desmatamento em exame pericial indireto”. Ressalto minha admiração profissional aos dois peritos e os parabenizo por sempre buscarem a evolução do trabalho pericial e hoje o Instituto já é motivo de orgulho a nível nacional”, frisou Jacovós. O Instituto de Criminalística de Apucarana é chefiado pela perita da Polícia Científica Francine Matias de Paula.

O órgão público iniciou seus trabalhos em 19 de novembro de 2020 e está situado na Rua Marcel Cassandre, 190 na Vila Formosa. Até então as necessidades de serviços de perícias criminais de Apucarana eram atendidas pela unidade de Londrina, que prestava atendimento para 87 municípios. O Paraná tem 10 seções do Instituto de Criminalística.

Além da perita chefe, o instituto de Apucarana conta com mais cinco peritos que trabalham em escala de plantão de 24 horas. A perita chefe Francine Matias de Paula garante que a unidade soma com a segurança local.

O instituto conta com os equipamentos básicos de plantão e, além de Apucarana, outras 23 cidades são atendidas. O Instituto de Criminalística tem por atribuição auxiliar a Justiça, fornecendo provas técnicas acerca de locais, materiais, objetos, instrumentos e pessoas, para a instrução de processos criminais. Esse trabalho é executado por peritos criminais.

Foto: Divulgação

Deixe seu comentário