Júlio César de Oliveira, o "Cesinha do Marcos Freire", de 39 anos, e Paulo Roberto Neves da Silva, de 34 anos, foram assassinados a tiros - Fotos: Divulgação

27/03/2022

Foram identificados os dois homens assassinados por atiradores que usaram pistolas calibre 380 para matar as vítimas. Tratam-se de Júlio César de Oliveira, o “Cesinha do Marcos Freire”, de 39 anos, e Paulo Roberto Neves da Silva, de 34 anos, que faleceu após ser socorrido. O duplo homicídio ocorreu na Avenida Aviação, nas imediações de uma igreja evangélica, um supermercado e uma tabacaria, no Jardim Colonial, após uma partida de futebol.

Júlio César de Oliveira, o “Cesinha do Marcos Freire”, de 39 anos, já tinha passagem por tráfico de drogas – Foto: Divulgação

Outras três pessoas do sexo masculino foram baleadas. Dois homens levaram tiros nas pernas, passam bem e um deles acabou preso por ter em seu desfavor um mandado de prisão em aberto pelo não pagamento de pensão alimentícia. O terceiro elemento baleado ficou em estado grave e está no centro cirúrgico do Hospital da Providência.

De acordo com informações, três homens que estavam no interior de um veículo chegaram no local onde as vítimas estavam, dispararam pistolas calibre 380 e fugiram logo após atirarem em todos. A Polícia Militar (PM) isolou a área. A Polícia Civil, o Instituto de Criminalística e o Instituto Médico-Legal (IML) foram acionados para irem até o local do crime. Conforme informações da Polícia, Cesinha já havia cumprido pelo crime de tráfico de drogas e tinha extensa ficha criminal.

Paulo Roberto Neves da Silva, de 34 anos, morreu quando era socorrido após ser baleado – Foto: Divulgação

Boletim da PM
Segundo boletim de ocorrência da PM, uma equipe da corporação foi acionada sob a informação que havia ocorrido diversos disparos de arma de fogo na Avenida Aviação. Durante o deslocamento, foram chegando informações sobre diversas pessoas feridas, e já próximo a Associação da Copel, a equipe localizou uma vítima alvejada na perda, sendo ela identificada como Pedro Honorio da Silva. Os policiais solicitaram apoio de outras equipes para que acompanhassem a vítima. A PM continuou o deslocamento, e ao chegar no local da ocorrência, se deparou com um homem já desfalecido, que posteriormente foi identificado como Júlio César de Oliveira, e um homem ainda com vida,  identificado com Paulo Roberto Neves da Silva.

Populares informaram que na Rua Serafim Morsiani estavam mais duas vítimas feridas a tiros. A equipe da Estação II se deslocou até a referida rua e identificou as outras duas pessoas, sendo uma delas menor de idade. As equipes do Samu estiveram no local, constataram o óbito de Júlio e  prestaram os primeiros socorros a Paulo, mas durante o deslocamento, ele veio a falecer, antes mesmo de chegar ao hospital. As demais vítimas foram socorridas, também pelo Samu, e encaminhadas ao Hospital da Providência. Ocorre que, ao realizar a checagem no nome de Renan Henrique Nogueira Ferreira, constatou-se haver um mandado de prisão expedido com o n001340235-87 pela Vara da Família e Sucessões de Apucarana. Diante dos fatos foi dado cumprimento à referida ordem de prisão e Renan foi escoltado pela equipe da estação II ao Hospital da Providência e posteriormente a 17ª SDP.

O local do crime foi devidamente isolado e foram acionadas a Polícia Civil, Científica (Criminalística) e o IML, que se fizeram presentes.  Não foi possível para a PM realizar o levantamento sobre quantidade de disparos, uma vez que o local foi isolado e apenas a Polícia Científica é que atuou no ambiente. E também não foi possível coletar as informações sobre as vítimas com exatidão, devido a prioridade ao atendimento médico. Em conversas com populares, relataram que o fato ocorreu na Avenida Aviação, e que seriam 4 homens em um carro, mas 3 atiradores. As vítimas tentaram se evadir, por isso é que foram socorridas em locais distintos. A PM ressaltou que foi necessário o empenho de todas as equipes policiais de serviço no local da ocorrência, devido a quantidade de pessoas que se fizeram presentes, para que fosse realizado o isolamento do local.

Envolvidos: vítima fatal – Júlio Cesar de Oliveira (Cesinha), vítima fatal – Paulo Roberto Neves da Silva, alvejado na perna – Pedro Honório da Silva, alvejado na perna – Renan Henrique Nogueira Ferreira, alvejado nas costas – Adryan Henrique da Silva.

Júlio César de Oliveira, o “Cesinha do Marcos Freire”, de 39 anos, e Paulo Roberto Neves da Silva, de 34 anos, foram assassinados a tiros – Fotos: Divulgação

 

 

Deixe seu comentário