14/11/2020

Gelso Campideli mora há 32 anos na Estrada do Barreiro e em 2014 ele dividiu os sítios e cortou umas chácaras.

A partir daí a gente começou a pagar o IPTU e está vindo cobrança da iluminação pública e venho pagando faz 6 anos e venho cobrando, cobrando, falei com todo mundo, nada foi feito e agora eu protocolei uma ação no Ministério Público e eu não quero que devolvam o dinheiro; eu quero a iluminação pública uma vez que a gente está pagando e as 11 chácaras estão pagando e não temos iluminação pública e são anos pagando uma iluminação pública que não existe.

Só se tiver feito de baixo da terra e a noite nossa iluminação que temos é a luz da lua cheia quando tem; são várias reclamações. mas a estrada foi feita com pedra irregular; é o que o povo do Barreiro aceitou e é o que o povo merece. Tá bem irregular e o mato aqui perto do lixão está muito alto e sem calçada. Acredito que deveria ser feita uma calçada e se quiser ir para cidade tem que ir dentro da rua e a saída aí no contorno não tem mais buraco porque já virou um só e o mato está a um metro dentro da rua; não tem calçada. Eu estou pagando e quero ter a iluminação pública, não quero meu dinheiro de volta”, protesta Gelso Campideli.

Deixe seu comentário