16/11/2020

Após empenho intensivo do deputado delegado Jacovós, Apucarana já dispõe agora de uma unidade do Instituto de Criminalística, cuja sede está situada na Rua Marcel Cassandre 190, na Vila Formosa, a cerca de 900 metros do Instituto Médico Legal (IML), que junto com a Criminalística, compõe a Polícia Científica.

O Instituto de Criminalística possui setores de perícia nas diversas áreas ligadas às especializações dos Peritos Criminais, além de outras áreas de Perícia Geral, como Documentoscopia, Balística, Bombas e Explosivos, Perícias Externas (Locais de Crimes) e Identificação de Vítimas de Desastres.

Subordinado à Superintendência da Polícia Técnico Científica, o Instituto de Criminalística tem por atribuição auxiliar a Justiça, fornecendo provas técnicas acerca de locais, materiais, objetos, instrumentos e pessoas, para a instrução de processos criminais. Esse trabalho é executado por peritos criminais, que elaboram laudos a respeito das ocorrências cuja infração penal tenha deixado algum vestígio.

A chefia do Instituto de Criminalística de Apucarana está a cargo da perita Francine Matias de Paula. “O Instituto de Criminalística trabalha com a solução de casos criminais e a gente se desloca até o local para fazer a investigação dos vestígios. Em qualquer situação com morte violenta ou acidental em Apucarana ou outras cidades da região o Instituto de Criminalística vai se deslocar com urgência para fazer esse laudo pericial. Vamos iniciar os trabalhos no dia 19, mas a inauguração oficial deve ocorrer no final do mês. Hoje temos um perito chefe e 4 peritos plantonistas e nosso trabalho vai desafogar o Instituto de Criminalística de Londrina, que atendia 87 cidades, o que tornava inviável levar um atendimento de qualidade para todos esse locais”, afirma Francine

Ela destacou a parceria com o IML e durante todos este anos. “O IML vem levando esse trabalho sozinho todos esses anos e agora vamos poder reduzir a carga de trabalho do IML de Apucarana. Vale ressaltar todo o trabalho e empenho do deputado delegado Jacovós para que fosse possível a instalação de uma unidade do Instituto de Criminalística em Apucarana, desde a questão das gestões políticas até a aquisição de móveis”, ressalta Francine.

 

 

Deixe seu comentário