15/09/2021

Cerca de 50 trabalhadores contratados de forma terceirizada para trabalhar nas obras do contorno Leste de Arapongas, que é responsabilidade da concessionária de pedágio Viapar, fizeram um ato de protesto na tarde desta quarta-feira (15) na praça de pedágio na BR-369.

Segundo os trabalhadores, a empresa Societá Construtora, terceirizada pela concessionária Viapar e responsável pela contratação dos trabalhadores, não estaria realizando pagamentos e cumprindo compromissos trabalhistas. Eles dizem que estão sem receber salários há cerca de 2 meses e que receberam um aviso da empresa dispensando todos os trabalhadores, até segunda ordem. A justificativa é de que a empresa não teria mais condições financeiras de continuar tocando a obra.

A Viapar divulgou nota dizendo que a empresa “garante que independente de qualquer paralisação de funcionários de empresas terceirizadas, não haverá atrasos nas obras do contorno Leste de Arapongas”.

Segundo informações, a terceirizada Societá se limitou a relatar que o caso está sob responsabilidade do Departamento Jurídico da empresa e que não vai se manifestar sobre a questão.

Deixe seu comentário