28/01/2021

Agentes do Grupo de Apoio Tático (GAT) da Guarda Municipal (GM) de Arapongas e investigadores da 22ª Subdivisão Policial (SDP) cumpriram dois mandados de prisão na quinta-feira (27) e prenderam dois jovens acusados de envolvimento no homicídio que vitimou Guilherme Martins dos Santos, de 23 anos, ocorrido no final da noite de 12 de dezembro de 2020, na Rua Rouxinol, próximo ao Bar do Alemão e à sede do Samu de Arapongas. Guilherme foi assassinado com cinco tiros – três no peito, um nas costas e outro no braço.

Após investigações, policiais civis apuraram que o crime teria sido cometido por Pablo Juan Rodrigues de Morais, de 20 anos, que residia em Ivaiporã e se mudou para Arapongas. Os policiais civis também levantaram a informação de que Gustavo da Natividade, o “Oreia”, de 18 anos, seria comparsa de Pablo na consumação do homicídio. Os dois tiveram a prisão decretada pelo Judiciário a pedido do delegado de Arapongas.

Pablo foi o primeiro a ser preso pelo GAT, após ser abordado na Praça Mauá, no centro da cidade, quando estava no local em atitude suspeita junto com outro jovem, contra o qual nada constava. Já Gustavo da Natividade acabou preso em cumprimento do mandado de prisão levado a efeito por investigadores da 22ª Subdivisão Policial (SDP).

Os dois foram encaminhados inicialmente à UPA por conta do protocolo de Covid-19 e depois para a Cadeia Pública de Arapongas, onde permanecem à disposição do Judiciário. A Polícia Civil ainda vai repassar mais informações à imprensa sobre a motivação do homicídio e outros detalhes relativos ao crime.

Deixe seu comentário