Foto: Divulgação/GM

07/04/2021

A Guarda Municipal (GM) de Arapongas prendeu três pessoas, na madrugada desta quarta-feira (07), com 500 comprimidos de ecstasy.

O trio estava em atitude suspeita dentro de um veículo GM Ônix, estacionado nas imediações da Rodoviária de Arapongas, quando foi visualizado pela equipe da GM que realizava patrulhamento.

Os três suspeitos foram abordados e não souberam explicar o motivo pelo qual estavam parados com o carro no local.

No interior do automóvel os guardas municipais acharam um cigarro de maconha. Os três suspeitos foram levados para a 22ª Subdivisão Policial (SDP) de Arapongas junto com a maconha. A equipe Canil (K9) da GM foi acionada para fazer uma revista meticulosa no GM Ônix e três embalagens acabaram localizadas escondidas em um compartimento abaixo do volante.

Dentro das embalagens estavam 500 comprimidos de ecstasy. Também foi localizada a quantia de R$437,00 e telefones celulares. As três pessoas presas foram autuadas em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, cuja pena varia de 5 a 15 anos de prisão.

O ecstasy
O ecstasy tem um grande número de usuários e dependentes e é também conhecida como a “droga do amor”. No entanto, ela causa dependência e pode ter efeitos severos à saúde. O ecstasy é uma droga sintética, tendo como princípio ativo uma substância conhecida como metilenodioximetanfetamina. Como é fabricado em laboratório, a composição desses ativos acontece em cápsulas de comprimidos ou em pó, tendo efeito alucinógeno muitas vezes.

Esta droga atua diretamente no cérebro, liberando duas substâncias: a dopamina e a serotonina. A dopamina, então, é a responsável por dopar o usuário, interferindo nas dores e dando uma sensação de alívio, enquanto a serotonina, por sua vez, libera a sensação de amor.

Assim, com a combinação das duas substâncias, a pessoa sob o efeito da droga se sente eufórica, muito confiante e mais sociável. Tudo isso combinado a um crescente interesse sexual e um grande estado de alerta. Outros efeitos também podem acontecer, como ansiedade, paranoias e aumento do batimento cardíaco.

Quais danos essa droga causa ao organismo?
Muitas pessoas fazem uso regular do ecstasy, trazendo ainda mais danos ao organismo. Em casos de uso constante, a pessoa pode sofrer com morte de células cerebrais, falta de memória, síndrome do pânico e depressão. Embora muitas pessoas considerem isso difícil, é relativamente fácil ter uma overdose com o consumo de ecstasy. Como a reação depende muito de pessoa para pessoa, um único comprimido pode ser o responsável por causar a overdose.

Deixe seu comentário