14/05/2021

Arapongas receberá quase R$ 200 milhões de novos investimentos em habitação popular. O anúncio foi feito pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior na quinta-feira (13) no mesmo evento da liberação de R$ 57,6 milhões e se refere a dois novos projetos que estão sendo desenvolvidos por meio do programa Casa Fácil Paraná: um novo condomínio de 40 residências para idosos e a construção de 1.479 casas populares pela construtora Pacaembu.

“Todos sabem do meu carinho com a cidade de Arapongas, e ela hoje será contemplada com 1,5 mil casas. Elas não se tratam de um conjunto habitacional comum: são planejadas em toda a sua estrutura, com uma lógica de organização, algo inovador e moderno”, ressaltou Ratinho Junior. “Quando uma cidade polo vai bem, ela ajuda todos os municípios do seu entorno. Temos um corredor de boas cidades entre Maringá e Londrina, um vetor de desenvolvimento do Estado que vem se industrializando a cada dia”.

“O anúncio concretiza um sonho de Arapongas em ter um condomínio para idosos, pensado pelo Governo para atender as pessoas da melhor idade”, afirmou Jorge Lange, diretor-presidente da Cohapar. “Também reafirmamos o compromisso do Estado na construção das unidades habitacionais para as famílias de baixa renda, com quase 1,5 mil novas casas para a cidade“.

Sergio Onofre, prefeito de Arapongas, celebrou os investimentos anunciados com apoio do Governo do Estado. “Quando uma cidade cresce, ela cresce para toda a região, valorizando os municípios vizinhos. Arapongas tem buscado recursos para ajudar seu povo, e são eles que usufruem das nossas conquistas”, afirma.

CONDOMÍNIO DOS IDOSOS – O governador assinou a autorização para a licitação de um condomínio para idosos na cidade. O Residencial Cidade Jardim faz parte da modalidade Viver Mais Paraná, voltado a pessoas com mais de 60 anos, e consiste na construção de um conjunto residencial fechado com 40 moradias e uma ampla infraestrutura de saúde, lazer e espaços de convivência.

O projeto, orçado em R$ 5 milhões, terá casas adaptadas para idosos sozinhos ou em casal, com segurança 24 horas, ambulatório básico, horta comunitária, academia ao ar livre, piscina para hidroginástica, salão de festas e quiosques de jogos.

O contrato prevê que os futuros moradores do conjunto recebem acompanhamento de médicos, enfermeiros e assistentes sociais do município periodicamente em suas residências. Além do trabalho dos técnicos municipais, a Prefeitura de Arapongas contribuiu com a doação da área para a construção do empreendimento, com mais de 12 mil metros quadrados.

PARCERIA PÚBLICO-PRIVADA – Ratinho Junior também falou sobre a construção de 1.479 casas populares viabilizadas em uma parceria do Governo do Estado, por meio da Cohapar, com a construtora Pacaembu. O empreendimento será financiado pela Caixa Econômica Federal com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e faz parte de uma série de investimentos planejados pela empresa paulista, totalizando cerca de 9 mil unidades habitacionais no Paraná até o fim de 2022.

O Residencial Bem Viver Arapongas será localizado na região Oeste da cidade, no prolongamento da Rua Tangará. Cada casa terá 43,85 metros quadrados em terrenos de 160 metros quadrados. O projeto também prevê a construção de um centro comercial anexo ao bairro.

Deixe seu comentário