06/07/2020

A patrulha ambiental da Guarda Civil Municipal de Apucarana (GCM) registrou duas situações de descarte irregular em áreas ambientais, conforme foi divulgado pela corporação nesta segunda-feira (6).

Os casos aconteceram na mata do Schmidt e no Parque Ecológico da Raposa. Foram encontrados retalhos de tecidos, lixo doméstico, móveis e garrafas. Em um dos casos, o autor foi identificado e notificado a recolher o material. O prefeito de Apucarana, Junior da Femac, lamenta mais essas situações de agressão ao meio ambiente.

“Para combater esse tipo de irregularidade, criamos no ano passado um setor específico na Guarda Municipal para cuidar desses casos. A nossa equipe está atuando, fazendo diligências, investigando e muitas vezes encontrando os autores”, salienta Junior da Femac, referindo-se a uma mudança administrativa na corporação que criou, no âmbito da GCM, as patrulhas escolar, de meio ambiente e da Lei Maria da Penha.

Conforme Alessandro Carletti, comandante da Guarda Municipal, no descarte verificado na mata do Schmidt foram encontradas contas de luz, água e boletos. “Com isso, chegamos ao autor do despejo irregular. Fizemos a notificação para que a pessoa faça o recolhimento e depois apresente à Secretaria de Meio Ambiente ou para a Guarda Municipal a nota fiscal comprovando a destinação correta do material”, informa Carletti.

O comandante da Guarda Civil Municipal afirma que existem locais específicos para fazer a destinação de resíduos em Apucarana. “No caso de restos de madeira e material de construção é na empresa Nova Visão. Já as sobras de tecido das empresas de confecções devem ser encaminhadas para a empresa Terra Norte”, esclarece.

Deixe seu comentário