Guilherme Azevedo, de Apucarana, fala sobre o gol para o Grêmio na vitória do título da Recopa Gaúcha: promessa no futebol que vem se confirmando Imagem: Reprodução/globoesporte.globo.com/rs

07/06/2021

O Grêmio levantou a taça da Recopa Gaúcha na manhã deste domingo (6), na Arena, ao vencer o Santa Cruz por 3 a 0. O time desencantou no segundo tempo com gols de Guilherme Azevedo, Léo Pereira e Jhonata Robert.

Ao fim da partida, Guilherme Azevedo, o “Gui”, que é de Apucarana, dedicou o gol para o pai, Natalino, que está internado com Covid-19. Na hora da comemoração, o atacante também levantou a camisa e mostrou uma homenagem para a avó, dona Derci, falecida há um mês.

“Esse gol vai para o meu pai, que está com Covid, mas vai dar tudo certo. Estou muito feliz pelo gol e pelo título. Na camiseta é minha avó, que perdi faz um mês. Ela, lá de cima, está feliz pelo gol. Estou muito emocionado, mas Deus sabe de tudo, é comemorar para nós”, afirmou. Hoje com 20 anos, o apucaranense Guilherme começou a se destacar no futebol ainda adolescente. Com 15 anos ele foi convocado para a Seleção Brasileira Sub-16 e concedeu entrevista para Ademir Alves, no Programa O Esporte, no Canal 38. “Realizei meu primeiro sonho. Nem chegava a acreditar e até chorei”, disse na época Gui, como é chamado pelos amigos de Apucarana.

Deixe seu comentário