14/09/2020

Uma situação de drama pessoal virou caso de polícia em razão de ameaça e dano, conforme relatório de ocorrências divulgado pelo 10º Batalhão da Polícia Militar (BPM) divulgado nesta segunda-feira (14).

De acordo com boletim de ocorrência da PM, uma mulher decidiu terminar seu relacionamento com um homem de 45 anos há quatro meses quando soube que o mesmo havia sido diagnosticado com uma doença terminal (câncer no fígado). A mulher afirmou, no entanto, que pretendia continuar mantendo amizade com o ex, mas ele não aceitou a decisão dela e desde então vem tentando reatar o relacionamento amoroso que havia entre ambos.

Conforme a PM, no final de semana o homem pulou o muro do edifício onde a ex mora, na Rua Deolindo Massambani, no Parque Bela Vista, e arrombou a janela do seu apartamento, causando danos e implorando pela volta do namoro, porém ela se recusou em reatar o relacionamento novamente, mas ele ficou indignado com a negativa e teria afirmado que a mesma iria se arrepender com o que vai acontecer, fato este testemunhado pela síndica do prédio.

Ontem o homem foi flagrado pela PM tentando pular o muro da lateral do edifício onde a ex reside novamente, mas acabou surpreendido e revistado. A PM achou dentro de sua bolsa uma faca de cabo verde com a lâmina de aproximadamente 20cm. Ao ser questionado pelos policiais militares, o homem respondeu que estava novamente tentando reatar o relacionamento e a faca em sua bolsa seria para cometer ato extremo (suicídio ). Com base nos fatos, a mulher manifestou o desejo de representar contra ex e o homem com câncer terminal do fígado foi preso e encaminhado para à 17ª SDP para as procedimentos cabíveis.

Deixe seu comentário