13/07/2021

Em entrevista ao repórter e apresentador Paulo Farias, do Canal 38, mais um apucaranense fez reclamação sobre o descaso da Saúde Pública de Apucarana em relação à falta de atendimento, que faz com que Luiz Carlos Gomes, residente no Conjunto Vale, em Apucarana, padeça por causa de dores insuportáveis.

“Eu sofri um atropelamento em 2016 na região de Mandaguari e fui atendido em Sarandi, no Hospital Metropolitano e com o tempo deu rejeição na perna, que vaza direto, sinto muita dor. Fui atendido na UPA e por 2 vezes eu fui encaminhado ao Hospital da Providência para tirar esta haste de metal que está na minha perna, mas o hospital se nega e diz que é por causa da pandemia. Esses dias a mulher tentou me encaminhar de novo, mas não deu; também só me deram remédios; eu tomei no mesmo dia 5 morfinas e venho para casa com dor.

Tenho foto de tudo no meu celular e está difícil, a dor continua. Na verdade, em Sarandi eu fui atendido na emergência porque é cirurgia e para ser atendido lá eu teria que ter o endereço de lá, mas quando eu sofri o acidente eu morava na Caixa de São Pedro e aqui eles alegam que não dá para atender. Eu quero uma providência para ser atendido porque eu vou acabar perdendo o trabalho porque as pessoas da saúde não estão resolvendo meu problema. E hoje eu estou no posto do Vale Verde, mas eu já fui no ortopedista e no Cisvir, mas eles dizem que não podem fazer nada, que é para eu correr atrás em Sarandi, mas eu moro aqui no Vale Verde e não lá em Sarandi”, afirma Luiz Carlos. Veja a entrevista completa em vídeo concedida ao repórter e apresentador Paulo Farias, do Canal 38.

Deixe seu comentário