Foto: Lucas Leal - Canal 38

28/09/2020

Com a emergência em saúde, pedidos de serviços previdenciários e assistenciais são feitos pela internet; agendamentos estão suspensos; isso tem gerado muitos transtornos para os beneficiários e muitos deles se sentem desamparados nestes tempos de pandemia de Covid-19, pois ainda não se sabe ao certo quando as agências vão reabrir.

O atendimento presencial nas unidades do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi suspenso em todo o país, como ocorre na agência de Apucarana, por determinação da Portaria nº 412, de 20 de março de 2020, do presidente do Instituto, que foi publicada no Diário Oficial da União. A norma trata da manutenção dos direitos dos beneficiários do INSS em razão do atendimento restrito, para enfrentamento da emergência decorrente da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Neste período em que as agências estão fechadas, os requerimentos de serviços previdenciários e assistenciais são realizados, exclusivamente, por meio de dois canais remotos: Meu INSS e Central de atendimento 135. Já os agendamentos estão suspensos, inclusive de reabilitação profissional e serviço social, devendo ser reagendados apenas quando do restabelecimento do atendimento presencial nas unidades do INSS. O fechamento das agências do INSS tem gerado muitos transtornos para os beneficiários e muitos deles se sentem desamparados nestes tempos de pandemia de Covid-19. Está garantida, no entanto, a observância da data de entrada do requerimento.

Retomada parcial
A retomada parcial das perícias médicas, protocolos de segurança e agências do INSS em funcionamento em todo o país foram temas abordados durante reunião do Conselho Nacional de Previdência (CNP) nesta quinta-feira (24). “Estamos trabalhando de maneira clara e com muito diálogo, a perícia é um serviço essencial, um direito do trabalhador, e nosso compromisso é garantir uma retomada gradual e consciente, cumprindo todos os protocolos do Ministério da Saúde”, afirmou o secretário especial de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco. Os conselheiros, por unanimidade, aprovaram uma resolução em apoio à reabertura das agências do INSS em todo o Brasil.

Deixe seu comentário