03/12/2019

O júri popular que é realizado nesta terça-feira (3) no plenário do Fórum Desembargador Clotário Portugal, na Comarca de Apucarana, vai entrar pela noite por conta das réplicas e tréplicas entre defesa e acusação.

Dois acusados pelo Ministério Público (MP) de envolvimento em homicídio estão no banco dos réus. Eles aguardavam o julgamento em liberdade.

De acordo com denúncia oferecida pelo MP, Rosnei de Oliveira Leite, de 39 anos, e Altieres Ricardo de Oliveira, o “Tierre”, de 37 anos, são acusados de matar a tiros Wilson Ramos (idade não informada), as 10h10 do dia 9 de janeiro de 2015, em frente a uma borracharia na Rua Maysa Monjardim.

Ainda conforme o MP, Rosnei teria matado Wilson a tiros porque este não teria quitado uma dívida com ele e Altieres teria ajudado Rosnei, inclusive segurando um filho da vítima para que este não intervisse na situação.

Mas a defesa de Altieres nega a participação dele no crime e os advogados de Rosnei alegam que ele agiu em legítima e que a arma usada no crime seria da própria vítima.

A sessão do Tribunal do Júri teve início por volta das 9 horas desta terça-feira (03/12) e é presidida pela Juíza Dra. Caroline Carrijo. Já a acusação está a cargo do promotor de Justiça Dr. Gustavo Marcel Fernandes Marinho. Na defesa dos dois réus trabalham os advogados Dr. José Teodoro Alves e seu filho Tiago Teaodoro Alves, além do advogado Dr. André Aranda.

A segurança no fórum está a cargo do sargento Antônio Heleno da Silva.

Compartilhe:

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário