Foto: Canal 38

29/03/2022

O réu Cesar Henrique dos Santos Ferrari, de 28 anos, foi condenado em júri popular realizado nesta terça-feira (29), no Fórum Desembargador Clotário Portugal, em Apucarana, e presidido pelo juiz Oswaldo Soares Neto, a 16 anos e 9 meses de prisão em regime fechado pelos pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e corrupção de menor.

Ele foi considerado culpado de matar Valdecir Amarildo Gonçalves, 52 anos, que teve o corpo esquartejado e jogado em um poço abandonado no Parque Bela Vista, no ano de 2017. No dia 10 de março, Cesar Henrique dos Santos Ferrari já tinha sido condenado a 20 anos e 9 meses de prisão pelo homicídio que vitimou a moça Arislian Glenda Lemos, 24 anos, que também teve o corpo esquartejado e jogado no mesmo poço abandonado no Parque Bela Vista.

Lucas Soares dos Santos, 24 anos, também foi julgado no mesmo Tribunal do Júri desta terça-feira (29) e condenado por ocultação de cadáver. Ele foi absolvido da acusação de assassinato e recebeu uma pena de um ano e três meses em regime aberto por ocultação de cadáver.

No dia 10 de março, em Júri Popular por conta do homicídio que vitimou a moça Arislian Lemos, Rogério de Souza Bernardino, de 30 anos, foi condenado  23 anos e 9 meses pelos crimes de homicídio e ocultação de cadáver, no mesmo julgamento que condenou Cesar Henrique dos Santos Ferrari a 20 anos e 9 meses de prisão.

Foto: Canal 38

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE.

   

Deixe seu comentário