Liminar suspendeu posse de Eliana Rocha (PP) como vereadora em Apucarana - Foto: Reprodução/Whatsapp

22/01/2021

A juíza substituta da 28ª Zona Eleitoral de Apucarana, Márcia Pugliesi Yokomizo, concedeu liminar na noite desta sexta-feira (22) revogando o ato de posse da suplente de vereadora Eliana Rocha (PP), ocorrido pela manhã no gabinete do presidente da Câmara, Franciley Preto Godoi (PSD).

A liminar foi concedida em ação movida pelo Partido dos Trabalhadores (PT), que pretendia que a vaga em aberto na Câmara fosse ocupada pelo candidato Dr. Odarlone, que fez 876 votos na eleição de 2020. No entanto, além da suspensão do ato, a juíza determina a posse do suplente de vereador Toninho Garcia (PSL) na vaga deixada pelo ex-vereador Pastor Valdir Silvério dos Reis (PSL), que morreu na última quarta-feira (20) vítima de complicações da Covid-19.

A Câmara tem 48 horas a partir da intimação, feita às 19 horas desta sexta-feira, para cumprir a liminar.

Questionamento
O vereador Lucas Leugi questionou o presidente da Câmara, Franciley Preto Godoi, o Poim, em relação à celeridade para que Eliana Rocha fosse empossada como vereadora. “Se o prazo legal para ser convocado ou para dar posse para um vereador (a) é de 15 dias após a instituição do mandato, conforme a Lei Orgânica, porque Vossa Excelência não esperou nem as flores do caixão do pastor Valdir murcharem para tomar essa decisão com tanta urgência, independente de qualquer parecer jurídico?”, perguntou Leugi.

Veja Vídeo:

Deixe seu comentário