18/08/2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebe, de 26 a 28 de agosto, os investigadores do Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS) 2019 para verificar se as fragilidades detectadas no sistema foram corrigidas.

O chamado Teste de Confirmação é mais uma etapa na preparação dos sistemas para as Eleições Municipais de 2020.

A quinta edição do TPS ocorreu de 25 e 29 de novembro do ano passado, na sede do TSE, em Brasília. Em 10 de dezembro de 2019, a Comissão Avaliadora do TPS divulgou o relatório final sobre os resultados e as medidas que seriam adotadas pelo TSE para corrigir as vulnerabilidades encontradas pelos investigadores.

Além de uma equipe de técnicos do TSE, participarão do Teste de Confirmação investigadores em número suficiente para verificar as correções efetivadas no sistema. Os trabalhos irão ocorrer em ambiente específico, no 3º andar do edifício-sede do TSE, e respeitarão todas as regras de distanciamento social adotadas pela Justiça Eleitoral para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

Em virtude do distanciamento social, o acesso ao evento também será restrito, mas as ações serão transmitidas ao vivo pelo canais da Justiça Eleitoral no YouTube. Criado para aprimorar o processo eletrônico de votação, o TPS é um evento permanente do calendário da Justiça Eleitoral, de acordo com a Resolução nº 23.444/2015. Ele ocorre preferencialmente no ano anterior às eleições.

TPS 2019
Ao todo, o TPS 2019 contou com 22 investigadores, sendo cinco grupos e três investigadores individuais. Dos 13 planos de ataque apresentados, dois deles, realizados pelo Grupo 5 – composto por investigadores da Polícia Federal (PF) –, foram bem-sucedidos.

Os investigadores do Grupo 5 utilizaram a chamada engenharia reversa para alcançar êxito e obter a chave do disco criptografado do SIS. É importante destacar que houve o relaxamento de algumas barreiras de segurança, bem como o fornecimento da senha de configuração e senhas de usuários locais, o que permite definir os ataques realizados pelo grupo como de origem interna.

Deixe seu comentário