20/05/2021

Após apresentar denúncia ao Ministério Público (MP) que resultou na prisão de Silvania Regina Ribeiro Del Conte, `falsa enfermeira` que se prontificou a ser voluntária na vacinação contra a Covid-19 em Apucarana, foi admitida pela Autarquia Municipal de Saúde (AMS) e depois acabou presa por desviar vacina para aplicar em sua casa, até em pessoas de outra cidade, cometendo irregularidades na ordem de vacinação (fura-filas), o vereador Lucas Leugi propôs a instauração de um CPI na Câmara sobre a questão, mas até agora só teve apoio de um vereador além de Moisés Tavares.

Quando fez a denúncia, Lucas Leugi teve que se deparar com uma situação de inversão de papéis, com pessoas da administração municipal afirmando que tudo não passava de boatos, em tentativa abjeta de desqualificar uma denúncia que depois foi comprovada como verdadeira e gravíssima. Ao ser entrevistado pelo repórter Márcio Silvestre, do Canal 38, sobre porque a Câmara de Apucarana reluta em instaurar uma CPI relativa ao caso da falsa enfermeira, Lucas acredita que é porque o prefeito quer esconder alguma coisa.

“A gente espera que tenha mais dois votos para instaurar a CPI; temos o voto do vereador Moisés e o meu voto, mas precisa de mais dois votos para a instauração. Vamos conversar com os colegas – olha para vocês verem, o secretário da Saúde do município, Roberto Caneta, vai nos meios de comunicação da cidade e diz que acredita na palavra da mulher, sobre o que ela disse em depoimento. Se ele está acreditando na palavra da pessoa que está presa, o que esperar do Secretário de Saúde? Isso porque lá atrás ele disse que seria boato tudo aquilo que eu estava falando e ele quer consertar um erro com outro erro; está cada dia pior”, afirmou o vereador.

Lucas Leugi acrescentou que os vereadores se reuniram com o prefeito e por isso está tão difícil assim conquistar dois votos para a CPI. “Os vereadores conversam com o prefeito e o prefeito deve estar escondendo alguma coisa e ele não deixa os vereadores da base assinarem a CPI. Os poderes são independentes, mas aqui em Apucarana não são. Tristeza né, porque as coisas precisam ser apuradas e a Câmara é órgão fiscalizador constitucional, mas cada hora inventam uma desculpa, então a gente fica chateado porque quer ver o mais rápido possível os culpados serem punidos. E o prefeito fica peitando, tudo achando que não vai sobrar para ele. E ainda tem a questão da roçadinha, que está na mão do Ministério Público também e o prefeito carrega uma das pessoas que são suspeitas nesta investigação da roçadinha pra cima e pra baixo; vai ficar feio para ele também porque as questões são contundentes no esquema da roçadinha m Apucarana”, completou o vereador Lucas Leugi.

2 COMENTÁRIOS

  1. Cadê os eleitores Apucaranense ???? Vamos pessoal Apucaranense !!!!! De valor ao voto de vocês . Vamos cobrar dos vereadores que votamos e confiamos !!! Quem não deve não teme . Temos que cobrar dos vereadores com quem confiamos nossos votos . Até quando vamos ficar calados e deixar essa galerinha fazer o que querem e deixar varrer a sujeira pra debaixo dos tapetes . Não devemos aceitar mais tanta corrupção e coisas erradas . Verbas que seria para educação de nossos filhos. Tá na hora de botar a boca no trombone,vamos cobrar dos vereadores que lá estão por obrigação deles em fiscalizar nossa cidade . Vamos postar no Facebook Instagram cobrando eles para votar a favor pra que possamos saber a verdade que está acontecendo com nosso município . Se não pra que precisa de vereador na cidade,se não pra fiscalizar E cuidar dos nossos direitos . Eles foram eleitos pra ser nossos representantes na Câmara municipal …. Chega de fazer papel de idiota gente … Estou indignado com tanta coisa errada e ninguém faz nada afffff

Deixe seu comentário