23/06/2022

Lucas Leugi encaminha requerimento ao prefeito Junior da Femac cobrando piso salarial de R$ 2.424,00 a Agentes Comunitários de Saúde e de Combate a Endemias de Apucarana.

O vereador Lucas Leugi protocolou nesta quarta-feira (22) requerimento ao prefeito de Apucarana, Sebastião Ferreira Martins Júnior, pedindo que seja observada a normatização federal (emenda constitucional aprovada no Congresso Nacional) que estabelece valor mínimo do vencimento base dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias, com piso salarial equivalente a R$ 2.424,00.

O texto também prevê adicional de insalubridade e aposentadoria especial, devido aos riscos inerentes às funções desempenhadas, e determina que estados, Distrito Federal e municípios deverão estabelecer outras vantagens, incentivos, auxílios, gratificações e indenizações, a fim de valorizar o trabalho desses profissionais.

O prefeito Sebastião havia informado que iria cumprir o piso nacional de agentes de saúde e endemias, mas como tantas outras promessas, isso ficou só na conversa, como a fábrica de avião, novo hospital municipal e que a saúde pública de Apucarana seria uma das melhores do Brasil, entre outras fake news.

“No dia 6 de maio de 2022 foi publicado no Diário Oficial da União o novo piso salarial dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate a Endemias. No dia 9, o prefeito Sebastião fez uma matéria dizendo que iria regulamentar o novo piso salarial. Outras cidades do Paraná e do Brasil já regulamentaram o piso salarial dos ACS e dos Agentes de Endemias. Aqui em Apucarana, só foi feita a matéria e até agora nada”, ressalta o vereador Lucas Leugi.

Deixe seu comentário