16/03/2021

O vereador Lucas Leugi cobrou duramente o prefeito de Apucarana, Júnior da Femac, na sessão ordinária realizada da Câmara de Vereadores na segunda-feira (15) à tarde sobre a falta de providências em relação a denúncias de corrupção no trabalho de roçagem de terrenos na cidade, que foi terceirizado pela administração municipal.

Assista entrevista pelo Facebook:

Documentos bancários em poder do Portal 38 News, obtidos com exclusividade, confirmam que o pai e a mulher do servidor Paulo Fabrício Paulo dos Reis receberam depósitos, no caso do pai, e a transferência foi realizada no mesmo dia, depois que a empresa terceirizada recebeu da prefeitura de Apucarana por supostos serviços de roçagem executados.

A reportagem do Portal 38 News já havia apresentado a denúncia das irregularidades e o modus operandi, mas nada foi feito pela administração municipal. Além disso, divulgou o nome do servidor próximo do prefeito Junior da Femac, apresentando as duas planilhas pagas, em parte indevidamente, juntamente com a descrição dos locais que demonstram que os serviços não foram realizados.

“Mesmo assim o prefeito Júnior da Femac não tomou atitude, não teve coragem de instaurar uma sindicância para investigar mesmo com provas divulgadas na imprensa, não fez nada e quem sabe de irregularidades e não faz nada. Estou juntando provas para levar ao Ministério Público e também solicitei aos vereadores em requerimento apresentado na sessão que fosse instaurada a “CPI da Roçadinha”, para apurar o suposto desvio de dinheiro público num processo licitatório que envolve pai e filho”, afirmou o vereador Lucas Leugi. Veja a entrevista completa concedida ao Canal 38 pelo vereador Lucas Leugi.

Assista entrevista pelo Canal do Youtube:

Deixe seu comentário