04/09/2020

Um traficante foi preso e 32,150 kg de maconha acabaram apreendidos na quinta-feira (3) à tarde, na rua Pauxi, na Vila São José, pelo Grupo de Apoio Tático (GAT) da Guarda Civil Municipal (GCM) de Arapongas.

O detido estava em atitude suspeita quando foi abordado e ainda tentou usar um nome falso para enganar a equipe do GAT porque estava com um mandado de prisão em aberto. Ele também disse que iria jogar carregadores de celulares para dentro de uma unidade carcerária de Londrina.

O homem não portava documentos e por essa razão os guardas civis municipais foram com o mesmo até a residência dele. Sobre uma mesa no corredor da moradia foram localizados 33 gramas de maconha, duas embalagens de fumo de corda “caiçara” e sete carregadores de celulares envoltos em fita adesiva, que seriam jogados para detentos de uma unidade carcerária de Londrina. O GAT localizou ainda um tablete de maconha de 810 gramas dentro de uma gaveta da cozinha e uma balança sobre o armário.

Já no quarto da residência, dentro do guarda- roupas, a equipe GAT encontrou mais 41 tabletes da droga no interior de um guarda roupas e um caderno com anotações contendo a contabilidade do tráfico de drogas e quatro passaportes em nome de outras pessoas. O traficante preso, os 32,150 kg de maconha e demais materiais apreendidos foram encaminhados à 22ª Subdivisão Policial (SDP) de Arapongas para os procedimentos legais.

A pena para os condenados por tráfico de drogas varia de cinco a 15 anos de prisão.

Deixe seu comentário