18/09/2019

Fiscalização municipal está muito próxima de chegar ao responsável por despejar duas toneladas de resíduos têxteis na zona rural de Apucarana.

Técnicos da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura de Apucarana (Sema) periciaram nesta quarta-feira (18/09) cerca de duas toneladas de resíduos têxteis descartados ilegalmente em uma estrada rural junto ao Contorno Norte, nas proximidades da Sociedade Rural. O secretário da Sema, Sérgio Bobig, relata que o crime ambiental foi notificado de forma anônima. “Recebemos uma ligação na tarde de terça-feira e imediatamente enviamos fiscais até o local, onde constatamos a veracidade da denúncia”, conta Bobig.

O terreno onde o material foi descartado havia sido limpo pela prefeitura dois dias antes. “É lamentável que ainda existam pessoas que agridam o meio ambiente desta forma, mas periciando minuciosamente tudo estamos muito perto de identificar o responsável, que será devidamente autuado pelo crime cometido”, informa o secretário. De acordo com Bobig, os resíduos despejados se enquadram na Classe 1, que são os que podem apresentar maior risco à saúde pública e ao meio ambiente. “São tecidos de serigrafia, embalagens de tinta, entre outros”, conta.

Além de multa ambiental e responsabilidades na esfera civil, o processo aberto pela prefeitura será encaminhado ao Ministério Público do Meio Ambiente. “Onde o responsável irá responder também criminalmente pelo ato, ficando sujeito a outras sanções previstas em lei”, detalha Sérgio Bobig, secretário da Sema de Apucarana, reforçando que a fiscalização está muito próxima de chegar à autoria do crime. “Autor que deverá ainda arcar com todas as custas referentes à remoção e destinação correta destes resíduos”, conclui.

Ao ser comunicado do caso, o prefeito Júnior da Femac determinou rigor na apuração e identificação do autor. “Apucarana é destaque nacional no setor de confecções. Temos uma cadeia produtiva pujante que gera emprego e renda para milhares de pessoas. Empresários sérios que dão destinação correta aos seus resíduos, arcando com todos os custos, e não podemos deixar que um ou outro mau exemplo, denigra a imagem do setor todo. A gestão Beto Preto não compactua com nenhum tipo de ilegalidade e por isso vamos a fundo nesta denúncia”, comentou Júnior.

Serviços – Denúncias de descartes ilegais e outros crimes relacionados ao meio ambiente devem ser feitos na Secretaria de Meio Ambiente, localizada junto ao Parque Municipal Jaboti, ou pelo telefone 3423-0142.

Campartilhe.

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário