Alekson Ricardo Kongenski, de 13 anos, morreu após uma briga na saída de colégio, em Apucarana — Foto: Arquivo pessoal

23/06/2022

Foi sepultado, nesta quinta-feira (23), no Cemitério Cristo Rei, em Apucarana, o corpo de Alekson Ricardo Kongenski, de 13 anos, em clima de muita comoção. O menor morreu no começo da noite de terça-feira (21), após ser agredido em uma briga depois de sair do Colégio Padre José Canale, na Rua Emiliano Perneta, no Jardim Ponta Grossa.

O corpo do Alekson foi velado na Capela Mortuária do Jardim Ponta Grossa. Nesta quinta-feira (23) a Polícia Civil informou que está ouvindo mais depoimentos para prosseguir com as investigações.

Uma parente de Alekson afirmou que ele tinha crises convulsivas e tomava remédios controlados. Seis adolescentes estão envolvidos no caso, conforme a Polícia. O estudante, que sonhava em ser policial, morreu a caminho do hospital após ser agredido.

A mãe de Alekson concedeu entrevista na qual fala sobre o bom caráter do filho e faz um desabafo. “Ele sempre foi estudioso e nunca brigou. Eu não consigo perdoar. Tenho uma filha de 8 anos que não para de chorar”, diz a mãe. Acompanhe a entrevista da mãe de Alekson.

CLIQUE AQUI E SE INSCREVA EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

 

  

 

Deixe seu comentário