08/07/2020

Segundo a denunciante, a médica colocou no prontuário que a jovem caiu da escada, teve ferimento na orelha esquerda e prescreveu uns medicamentos que não têm nada a ver com os remédios que ela precisava. O caso ocorreu no UPA de Apucarana.

Uma denúncia grave de imperícia médica foi feita nesta quarta-feira (8) por Marleice Marla da Silva, de 24 anos. Ela relatou que procurou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), na Rua Desembargador Clotário Portugal, em Apucarana, após sofrer uma queda e fratura em dedo do pé Foi tirado um Raio X pedido pela médica mas, segundo Marleice, a doutora colocou na descrição uma outra situação que não tem nada a ver com que realmente aconteceu. A moça tem as receitas e prontuários que comprovem o erro médico.

Segundo Marleice, a médica colocou no prontuário que a jovem caiu da escada, teve ferimento na orelha esquerda e prescreveu uns medicamentos que não têm nada a ver com os remédios que ela precisava.

A moça explicou que não viu na hora o erro, mas só quando chegou em sua residência, Depois de perceber que médica tinha passado medicamentos errados, nesta quarta-feira ela foi na Autarquia de Municipal de Saúde (AMS) para que os médicos adotassem os procedimentos corretos, mas, de acordo com ela, os mesmo afirmaram que não podiam fazer nada a respeito do assunto.

Por conta da situação, Marleice telefonou para o secretário municipal de Saúde. Conforme a moça denunciante, o secretário também teria falado que isso não seria problema deles e pediu pra ela voltar na UPA, ela fez contato com a chefe de enfermagem e enalteceu o tratamento recebido, mas a médica que acabou lhe atendendo, teria sido grossa com a mesma, e falou que não saberia descrever o papel que a outra doutora atendeu e deu outro encaminhamento para ortopedista.

A denúncia de Marleice indica que tem médico lá dentro da UPA que não está sabendo exercer a função e desta forma tem gente que entra na UPA com outra enfermidade e sai de lá com prescrição de outra; então é uma situação grave. É um retrato de como realmente está a Gestão na Saúde Pública de Apucarana.

Veja entrevista completa com Lucas Leal:

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso não é novidade, dias atrás minha esposa estava com muita dor decorrente a um desconforto muscular, a médica que lhe atendeu pediu um raio x, ( até aí correto ) ela colocou Minh a esposa no soro e quando o raio x ficou pronto, a médica disse que minha esposa estava com bronquite, receitou uma farmácia inteira, inclusive a tal famosa bombinha pra asma, não contente com a situação é as dores continuarem, fomos a um médico especialista, levamisvo raio x, o médico especialista disse pra ela parar com os medicamentos, principalmente com a bombinha, ele receitou um outro remédio que foi batata, as dores que ela sentia sumiu com três dias, agora, val e ressaltar que a bombinha que a médica do UPA receitou, poderia trazer danos a saúde de minha esposa. Tá na hora do secretário de saúde municipal e principalmente o SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE, fazer uma varredura no upa de nossa cidade, tá um caos, sem falar que tido aquele remédio que a médica do UPA passou para minha esposa pode tá fazendo falta para quem realmente precisa, e outra reparei aquele dia, que muitos funcionários não usavam máscara, eita Apucarana, a SAÚDE do seu povo.

  2. Amigos aqui em Arapongas o médico da zona sul foi pior minha esposa levou meu filho pra se tratar de alergia e o médico receitou remédio pra piolho

Deixe seu comentário