15/01/2020

A Fomento Paraná e o Serviço Social Autônomo Paranacidade reduziram o prazo de análise e aprovação de créditos concedidos pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM). Operações que levavam em torno de 30 dias para serem analisadas estão sendo aprovadas em quatro dias, na média.

O SFM permitiu o aporte de mais de R$ 3 bilhões em recursos para obras de infraestrutura, compra de máquinas e equipamentos e implantação de outros bens públicos em cerca de 380 cidades paranaenses. Somente em 2019 foram R$ 287 milhões contratados com as prefeituras.

“Realizamos uma integração dos sistemas e algumas melhorias nos processos para que a análise ocorra concomitantemente na Fomento Paraná e no Paranacidade”, explica o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves.

A Fomento Paraná, instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado, operacionaliza o Sistema de Financiamento aos Municípios em parceria com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano, por meio do Paranacidade.

“Focamos na flexibilidade, agilidade e simplicidade do fluxo operacional na análise dos processos de financiamento para as prefeituras. Isso gerou imediatos resultados positivos”, complementa o diretor de Operações do Setor Público da Fomento Paraná, Wellington Dalmaz. “Temos financiamentos sendo aprovados no mesmo dia da solicitação. Isso ajuda os prefeitos a dar uma resposta mais rápida às demandas da população”, explica Dalmaz.

“Essa metodologia moderna e inovadora implantada no Governo do Paraná resulta em agilidade para a liberação dos recursos destinados a ações e obras estruturantes que transformam e melhoram a vida das pessoas em todos os municípios”, enfatiza o secretário do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, João Carlos Ortega.

AGILIDADE – Para o prefeito de Bela Vista do Paraíso, Edson Brene, que buscou um financiamento para pavimentação e recuperação de vias urbanas, o processo foi conduzido de forma muito rápida. “Fui pessoalmente à Fomento Paraná com a documentação completa. Estava tudo certo e o financiamento foi aprovado em quatro dias graças ao empenho das equipes da Fomento e da Sedu”, disse o prefeito. “Essa agilidade ajuda no planejamento e execução da obra”.

SETOR PRIVADO – Além dos financiamentos aos municípios, a Fomento Paraná possui linhas de crédito para micro, pequenos e médios empreendedores paranaenses, cujos processos de contratação também foram modernizados para dar agilidade na análise e concessão do crédito. “Sabemos que o empreendedor paranaense precisa de apoio financeiro, principalmente a custos acessíveis e de forma ágil, razão pela qual modificamos e racionalizamos os processos de análise e concessão”, ressalta o diretor de Operações do Setor Privado, Everton Distefano Ribeiro.

Em 2019 foram contratados R$ 62 milhões apenas em operações de microcrédito (até R$ 20 mil). A carteira ativa desse tipo de operação na Fomento Paraná já passa dos R$ 100 milhões.

Desde que a instituição começou a operar o microcrédito são cerca de 54 mil empreendimentos beneficiados em todas as regiões do Estado. “É mais um esforço do Governo do Estado para ajudar os empreendedores e empreendedoras a movimentar a economia e gerar emprego e renda diretamente nos municípios”, afirma o diretor de Mercado da Fomento Paraná, Renato Maçaneiro

A instituição também é responsável pelo Banco da Mulher Paranaense, lançado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior em setembro, com taxas de juros diferenciadas para apoiar empreendimentos que tenham mulheres como proprietárias ou sócias. Somente nesses três meses foram cerca de R$ 10 milhões contratados, apoiando quase mil empreendedoras paranaenses.

Fonte: AEN

Deixe uma resposta