02/12/2019

Comissão dá parecer favorável à demissão de servidor Júlio César Ravazzi com supersalário e sem concurso público na Câmara de Apucarana.

Um processo administrativo que corre há 60 dias na Câmara de Vereadores de Apucarana contra o servidor público Júlio César Ravazzi foi concluído com o parecer de uma comissão formada por três funcionários efetivos do Legislativo Municipal, que decidiu pela possibilidade de exoneração de Ravazi por não ter estabilidade no cargo em razão de não ter feito concurso público.

A exoneração do servidor foi proposta pelo procurador jurídico, Danylo Acioli, com base justamente na falta de concurso do servidor e o ato de exoneração ainda vai ser publicado de forma oficial.

“A comissão chegou à conclusão de que é possível demitir o servidor Júlio César Ravazzi, inclusive motivado pelo interesse público e a presidência da Câmara também entendeu desta forma, porque ele não tem as garantias que outros servidores concursados têm, afirmou o advogado Fábio Yoshida, um dos membros da comissão, formada ainda pelos servidores efetivos Alisson Tiago e Marcos kuniczki.

Júlio César Ravazzi pode recorrer na Justiça em relação à exoneração definida pelo Presidente do Legislativo de Apucarana.

Compartilhe:

Sobre o Autor

**** Envie fotos, vídeos, denúncias e reclamações para a equipe do Portal do Canal 38 pelo Whatsapp: (43) 9 8447-1929 ****

Deixe Um Comentário