12/07/2021

A Secretaria Municipal de Segurança Pública e Trânsito (Sestran) de Arapongas divulgou nesta segunda-feira, 12, dados do Placar da Vida – 1º semestre de 2021, através de registros consolidados entre a Guarda Municipal de Arapongas (GMA) e Polícia Militar.

O relatório traz também um comparativo com o mesmo período do ano passado. Em relação aos acidentes de trânsito, no 1º semestre de 2020 foram registadas 411 ocorrências, em 2021 foram 437; aumento de 6%. Feridos no trânsito foram 244 em 2020, para 202 em 2021 – redução de 18%. Sobre os atropelamentos também houve queda – foram 14 em 2020 e sete 2021, tendo redução de 50%. Os acidentes com bicicleta reduziram em 12%; sendo registados 18 em 2020 e 16 no mesmo período de 2021. Queda também nos acidentes de moto. Em 2020 foram 227, já em 2021 foram 190; 17% a menos. Menores ao volante foram registrados sete em 2020 e 2 em 2021 – diminuição de 72%.

Uma redução bastante significativa foi a de mortes no trânsito. Conforme os dados, de janeiro a junho de 2020, sete pessoas perderam a vida no trânsito. Em 2021, um óbito foi registrado; o que representa uma redução de 86%. Para o secretário da pasta, Paulo Argati, fatores como investimentos no trânsito e ações educativas favorecem o índice positivo. “ Tivemos reduções em vários quesitos. O maior deles foi a redução nos acidentes fatais. Isso se dá pelo alto investimento que o município tem feito no reforço da sinalização viária, obras que favorecem a mobilidade urbana, como as interligações de bairros que contribuem com o fluxo no trânsito. Além das fiscalizações integradas com a Polícia Militar. Ações em locais estratégicos, que aliam também ações de caráter educativo e de orientação, fazendo presença nos locais de maior registro de acidentes”, frisou.

Argati ainda explicou sobre o aumento nos acidentes de trânsito. “ Esse aumento de 6%, se dá pelo fato de que no ano passado, houve maior período de isolamento social, devido à pandemia do coronavírus (Covid-19). Contudo, é importante seguirmos com ações que vêm ao encontro das reais necessidades da população. Buscando reduzir ainda mais esses índices e levando conscientização para os nossos motoristas e pedestres. Um trânsito melhor depende da colaboração de todos nós”, finalizou.

Deixe seu comentário