24/10/2021

Um motorista de caminhão de 51 anos foi preso pela Polícia Militar (PM) de Apucarana, às 23 horas de sábado (23), na Rua Nogueira, Núcleo Afonso Alves de Camargo, por conduzir veículo sob efeito de álcool após um acidente de trânsito na Rua Júlio Baena Rodrigues.

Um homem relatou via 190 que um caminhão em movimento teria colidido contra seu veículo HB20 que estava estacionado na Rua Júlio Baena Rodrigues. A colisão foi visualizada por um amigo do dono do carro. Após o acidente, o caminhão baú de cabine de cor amarela se evadiu para o interior do Núcleo Afonso Alves de Camargo, sendo localizado pelo dono do automóvel e seus amigos minutos depois da evasão, estacionado à Rua Nogueira, no 55).

Foi mantido contato com o proprietário do veículo de carga que estava no interior do imóvel, que saiu correndo mesmo debaixo de forte chuva, sendo seguido pelo proprietário do automóvel abalroado, até a viatura chegar e abordar o mesmo. A equipe da PM conversou com o motorista do caminhão, que apresentava sintomas de embriaguez, conforme boletim de ocorrência. Este confirmou ter se envolvido no acidente em questão, e que estaria conduzindo o caminhão após ter ingerido algumas cervejas e aguardente de cana, e que iria arcar com o prejuízo causado. Ele alegou que teria se evadido do local por não perceber colisão alguma. O homem concordou ainda em realizar o teste de alcoolemia, sendo apresentado o etilômetro elec baf 300, ns-05468, que após o sopro foi constatado o valor 0,71mg/l, sendo dada voz de prisão ao mesmo em seguida, por ter dirigido com a capacidade psicomotora alterada.

O caminhão possuía débitos de licenciamento, contudo devido ao mesmo exceder a capacidade de peso do guincho da Polícia Militar (PM); e também não estar com condições adequadas de segurança para trafegar, não foi removido ao pátio do 10º BPM, porém a devida notificação foi lavrada. Foi realizada a confecção do boletim de acidente de trânsito pelo plantão de acidentes. O motorista do caminhão foi levado a Delegacia de Apucarana para os procedimentos legais.

Deixe seu comentário