Imagem Ilustrativa

23/11/2020

Policiais militares de Apucarana prenderam uma moça de 19 anos, às 14h06min de domingo (22), na Rua Rio Branco, no Hospital da Providência, após ela usar o nome de outra pessoa para realização de parto com a utilização do plano de saúde da pessoa que ela usou o nome para se identificar.

Segundo boletim de ocorrência da PM, em atendimento a solicitação de uma conselheira tutela, via Copom, a equipe foi ao endereço citado onde recebeu o seguinte relato: no dia 20 de novembro, sexta feira – deu entrada em trabalho de parto uma mulher identificando-se como CAT, conforme prontuário nº 210456, que gerou o atendimento nº 1184367 e que informou ser irmã de FAT e a acompanhante EMSA, informou que ela era na verdade esposa de F., e por ser o documento apresentado, certidão de nascimento de uma pessoa menor de idade, foi acionado o conselho tutelar.

E que no domingo, verificando a possibilidade de ser o documento apresentado falso e a pessoa que se apresentou como responsável por C, não ter vínculos com esta, suspeitando de venda de bebês, conforme BO da PM, acionou a Polícia Militar, que acompanhando a conselheira ao quarto da parturiente com a liberação dos responsáveis pelo hospital, e durante conversa com a parturiente esta declarou ser SSJ, e que apresentou os documentos de CAT, sua cunhada, para poder usar o plano de saúde.

Diante dos fatos foi dado voz de prisão a mulher sendo encaminhada pela conselheira tutelar juntamente com o bebê até Delegacia de Polícia Civil para os procedimentos necessários.

Deixe seu comentário