Imagem: Lucas Leal - Canal 38

26/08/2021

Uma mulher de 38 anos e seu filho de 16 anos foram encaminhados para a Delegacia de Apucarana, por volta das 20h04 de quarta-feira (26) depois que um homem residente na Rua Tupiniquins, no Jardim Colonial II, relatou ao Copom da Polícia Militar (PM) que sua casa havia sido alvo de disparos de arma de fogo.

Conforme boletim de ocorrência, o homem contou que um indivíduo de camiseta branca havia realizado disparos de arma de fogo contra a sua residência, e que o mesmo anteriormente já havia lhe ameaçado em posse de um facão. Nas imediações do local, o solicitante falou com a equipe da PM e apontou dois indivíduos em uma esquina, indicando um deles como autor dos disparos. Realizada a abordagem e ações conexas de RPC (rádio patrulhamento com cães), constatou-se tratarem-se de dois irmãos, de 17 anos, e de 16 anos, indicado pela vítima. Durante a abordagem, a mãe dos menores, de 38 anos, passou a incitar um cão de raça Rotweiller contra a equipe, desacatando os policiais militares.

Em seguida a mulher se aproximou para agredir a equipe da PM, momento em que foi contida e imobilizada pelo cão Nino após o comando do condutor, sendo lesionada na perna direita. Ainda assim, a mulher resistiu com empurrões, sendo necessário o emprego de algemas para imobilizá-la. Por causa da situação e pela vontade da vítima em representar legalmente contra o autor da ameaça e possíveis disparos de arma de fogo, a equipe da PM se deslocou primeiramente até a Unidade de Pronto Atendimento, onde foram prestados os cuidados médicos necessários à mulher e posteriormente a mesma foi encaminhada juntamente com um dos seus filho menores até a Delegacia de Polícia Civil para a devida apreciação dos fatos pela autoridade competente.

Deixe seu comentário