17/10/2021

O efetivo administrativo de todas as unidades operacionais e setores administrativos também atuou pela operação em cada região. O início dos trabalhos se deu às 18 horas, simultaneamente nas cidades-sedes de batalhões e de comandos regionais da PM.

Centenas de viaturas e 1,5 mil policiais militares a mais do efetivo já aplicado rotineiramente foram às ruas neste sábado (16) em todo o Paraná para inibir crimes e reforçar o patrulhamento em aéreas comerciais e residenciais do Estado pela operação Fecha Quartel II. O efetivo administrativo de todas as unidades operacionais e setores administrativos também atuou pela operação em cada região.

O início dos trabalhos se deu às 18 horas, simultaneamente nas cidades-sedes de batalhões e de comandos regionais da PM. O comandante-geral da PM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, esteve no lançamento da operação em Rolândia, onde foram reunidas as equipes e viaturas das unidades do 2º Comando Regional da PM, que compreende as regiões Norte, Centro-Norte e Norte Pioneiro.

“A PM está na rua justamente para que os crimes não aconteçam. Não é por acaso que estamos aqui, pois foi feito um planejamento que vai maximizar a presença da PM e sufocar o crime”, disse o coronel Hudson.
Na Capital, Região Metropolitana e Litoral, as unidades do 1º CRPM iniciaram as ações a partir das sedes de batalhões. No Noroeste, as equipes das unidades do 3º CRPM se reuniram nas cidades de Sarandi e Tapira para lançar a operação. Já na região Oeste, os efetivos saíram em conjunto da cidade de Toledo, bem como as unidades do Sudoeste paranaense iniciaram os trabalhos de Pato Branco. Nos Campos Gerais, a operação iniciou-se na cidade de Telêmaco Borba.

A operação Fecha Quartel é uma iniciativa do Comando-Geral, coordenada pelo Subcomando-Geral, para colocar o máximo de efetivo possível nas ruas, a fim de que os policiais militares de diferentes áreas e responsabilidades dos setores administrativo e operacional trabalhem em conjunto no policiamento ostensivo, atendimento de ocorrências, abordagens a pessoas e veículos, fiscalizações de pontos comerciais, bloqueios de trânsito e reforço policial nos eixos comerciais e residenciais com maior circulação de pessoas.
A utilização dos efetivos foi feita criteriosamente por cada unidade operacional, a fim de intensificar a presença nos pontos mais sensíveis indicados pela análise criminal, que congrega informações de crimes, horários mais visados pelos criminosos e tipos de delitos mais praticados em cada localidade.

UNIDADES ESPECIALIZADAS – Os batalhões que desenvolvem missões específicas nas áreas rodoviária, ambiental, operações especiais e de patrulhamento tático também estão atuando na operação Fecha Quartel. Em todo o Paraná, haverá ações nas estradas estaduais, promovidas pelo Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), fiscalizações e atendimento de denúncias de crimes ambientais por parte do Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde (BPAmb-FV), além de reforço de patrulhamento tático pelas companhias do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque).

Deixe seu comentário